O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou ontem (4), no Palácio do Planalto, de cerimônia alusiva à marca de 100 milhões de poupanças sociais digitais Caixa. Também participaram do evento o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

A conta de poupança social digital permite que as pessoas recebam o auxílio emergencial e outros benefícios sociais e previdenciários sem pagar qualquer tarifa de manutenção. Essas contas têm um limite de movimentação de até R$ 5 mil por mês.

Além da isenção de tarifa, a conta permite que o titular faça três transferências eletrônicas por mês sem custos. O correntista poderá, ainda, usar a conta para pagar boletos bancários.

No caso de pessoas que tenham sido cadastradas para o recebimento do auxílio emergencial, abono salarial, saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ou o programa emergencial de manutenção de empregos, a conta poderá ser aberta de forma automática.

Podem ser depositados nessa conta outros benefícios sociais, incluindo os de estados e municípios, exceto os de natureza previdenciária, como aposentadoria e auxílio-doença. Para isso, o cidadão precisa autorizar expressamente a abertura desse tipo de conta, ou o uso de outra já existente em seu nome.

A conta pode ser fechada ou convertida em conta regular a qualquer tempo, sem custos adicionais.

Lucro líquido da Caixa cai 39,3% para R$ 2,6 bi no 2TRI

Caixa: IPO do banco digital

O governo planeja a abertura de capital em bolsa do banco digital criado após a digitalização de milhões de contas em meio à concessão do auxílio emergencial, indicou nesta terça-feira o ministro da Economia, Paulo Guedes, sem, no entanto, chegar a mencionar a Caixa Econômica Federal.

O auxílio, principal investida do governo para enfrentamento à crise do coronavírus, tem sido pago exclusivamente pela Caixa desde abril. Com duração até dezembro, ele implicará um gasto total para a União de 321,8 bilhões de reais.

“Nós digitalizamos 64 milhões de pessoas. O quanto vale um banco com 64 milhões de pessoas? Pessoas de baixa renda, mas pessoas que foram bancarizadas pela primeiríssima vez, então elas vão ser leais pelos restos de suas vidas”, disse Guedes na Milken Institute Global Conference.

 “Estamos planejando um IPO (oferta pública inicial de ações) desse banco digital que nós produzimos em menos de seis meses”, completou o ministro, sem esclarecer se ele se referia à Caixa ou apenas a uma unidade do banco estatal.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: