O BTG Pactual (BPAC11) pretende desenvolver uma plataforma de e-commerce com auxilio da Mosaico Tecnologia ao Consumidor, que atua na originação de vendas online, e é responsável pelos aplicativos e sites do Buscapé, Zoom e Bondfaro.

De acordo com o comunicado, o acordo tem vigência de cinco anos e envolverá, entre outros, a oferta de cashback pela Mosaico, por meio de carteiras e contas operadas pelo BTG Pactual, em regime de co-branding; e a oferta, pelo BTG, de serviços e produtos financeiros aos usuários das plataformas da Mosaico.

Também será desenvolvido um marketplace para o BTG Pactual, com o objetivo de oferecer bens de consumo hoje vendidos pelo ecossistema da Mosaico.

BTG (BPAC11) registra queda de 4% no lucro do 2TRI
BTG (BPAC11) registra queda de 4% no lucro do 2TRI

Consultoria PSR

Anunciando a aquisição do controle da PSR, o BTG Pactual afirma que, a partir desse negócio, a empresa contará com mais atividades voltadas para a infraestrutura, transição energética, áreas de inovação e ESG. Além disso, irá ampliar sua presença no mercado global de energia.

Segundo o comunicado publicado pelas duas partes, a PSR irá manter a gestão e suas operações independentes, o que não provocará mudanças na diretoria executiva e em sua sede. “Acreditamos no modelo da PSR, na sua capacidade de agregar valor, e vemos potencial para que a empresa ganhe ainda mais força para acelerar seu crescimento global com o apoio de todo o grupo BTG Pactual, mas sem perder sua autonomia”, relata o sócio e membro do Conselho de Administração do BTG Pactual, Eduardo Loyo.

Luiz Barroso, diretor-presidente e CEO da PSR, aponta os benefícios que esse acordo trará para a companhia. “A parceria com o BTG Pactual nos dará musculatura para atuar em novas áreas que atendam os desafios globais em infraestrutura, descarbonização, clima e tecnologia, agregando conhecimento para investidores, stakeholders, a sociedade e agentes governamentais. Nada muda para nossos clientes atuais, que incluem o próprio BTG Pactual”.

“Ficamos felizes de constatar que, após três décadas, ainda temos uma cultura de “start up”, atraindo pessoas jovens e altamente qualificadas, sempre buscando ultrapassar as fronteiras da modelagem analítica e “Data Science”. Encontramos no BTG Pactual um parceiro totalmente alinhado nesta busca por inovação, alavancada na análise quantitativa e tecnologia avançada”, relata Mario Veiga, fundador e Chief Innovation Officer da PSR, reconhecendo que a consultoria não só possui um grande conhecimento no segmento de energia, mas também adota uma postura inovadora de uma empresa de alta tecnologia.

Ressaltando essa característica, Raphael Chabar, diretor executivo da PSR, disse que, desde a criação da consultoria, seus avanços metodológicos foram integrados a softwares de otimização energética. Esses são referência mundial, administrados por diversos clientes em mais de setenta países. “Com a parceria, pretendemos ampliar nossa presença em outros setores tais como infraestrutura de redes e gestão integrada de risco”.

“A PSR tem grande experiência nacional e internacional em estudos que integram as dimensões econômica, social e ambiental. Assim como no caso da inovação tecnológica, enxergamos no BTG Pactual uma postura proativa de atuação ambiental e de ESG”, completa Rafael Kelman, diretor executivo da PSR, o qual prevê sinergias positivas com a atuação da BTG Pactual na área de ESG.

Veja BPAC11 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: