Com o início da disponibilidade dos BDR’s (Brazilian Deposit Receipts) para os investidores brasileiros a partir de hoje (22), a equipe de análise da Terra Investimentos passa a elaborar e distribuir a seus clientes a Carteira Recomendada Mensal.

Com a primeira edição indicando papéis como Apple, Alphabet e Johnson & Johnson (veja todas as indicações no anexo), a Corretora expande sua abrangência de research (análise) e orientação aos clientes, que poderão investir nos BDRs pela própria Terra.

“É um marco para o mercado de capitais brasileiro, mas o investidor precisa estar bem informado. Por isso, dentro do nosso conceito de orientação e educação, criamos a carteira com estudos de nossos especialistas que ajudarão a embasar as decisões”, declara Tiago Haouli, Presidente da Corretora.

ETF - o que é e como investir

BDR’s: amplia e diversifica

Segundo o Analista da Terra, Régis Chinchila, “a liberação dos BDRs amplia e diversifica a carteira de investimentos, que pode ficar ainda mais robusta e extensa com a inclusão de ações internacionais, sem custo de remessa para o exterior e tributação de IOF”. Entre os pontos que merecem atenção, Chinchila alerta que “embora as transações sejam em reais, as cotações das empresas são em dólar – assim, na prática, o investidor aplicará em ações e câmbio ao mesmo tempo”.

Mensalmente, a Corretora divulgará sua Carteira de BDRs com recomendação e justificativa de dez ativos, com base em análise gráfica. Além disso, traz comentários sobre o cenário econômico nos EUA e seu impacto nas empresas.

BDR’s: Terra Investimentos lança Carteira Recomendada Mensal

BDR’s: Terra Investimentos

A Terra Investimentos nasceu há mais de 20 anos como uma corretora Agro. Desde então, expandiu sua atuação para mais de 20 frentes de negócios no mercado financeiro e de capitais. Hoje, é uma das maiores corretoras de valores independentes do Brasil.

O grupo controlador da Terra tem mais de 60 anos de existência. Com operação diversificada, destaca-se nos mercados imobiliário, financeiro, industrial e de agronegócios. Somente na área imobiliária detém patrimônio líquido superior a R$ 2 bilhões.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: