Banco Inter (BIDI11) fecha 2020 com expansão da plataforma

O balanço de resultados do quarto trimestre de 2020, divulgado pelo Inter (BIDI11), mostra que a instituição continuou crescendo em número de clientes e fortaleceu as demais avenidas de negócio (day to day bank, seguros, crédito, investimentos e shopping) mesmo durante a pandemia.

No fim do período, o Inter contava com 8,5 milhões de correntistas, crescimento de 108%, em relação ao quarto trimestre de 2019. Em 2020, a carteira de crédito ampliada totalizou R$ 9,4 bilhões, com avanço de 86,6% em um ano, enquanto as receitas totais atingiram R$ 1,4 bilhão, crescimento de 33,2% em relação à 2019.

Inter

O volume total de vendas no Inter Shop atingiu a marca de R$ 632,4 milhões no trimestre, crescimento de 68%, quando comparado ao 3T20, em 2020 o valor acumulado foi de R$ 1,2 bilhão.

O aplicativo do Inter recebeu 269 milhões de acessos, enquanto as transações em cartões atingiram R$ 7,3 bilhões – crescimento de 154% em relação ao 4T19. Em 2020, a Inter Seguros vendeu 255 mil produtos, crescimento de 380%, com relação a 2019. O lucro líquido passou de R$ 11,5 milhões para R$ 29,3 milhões, crescimento anual de 154%.

“Os nossos resultados mostram o potencial e a escalabilidade da nossa operação. Além das oportunidades de rentabilização do balcão, o nosso modelo de negócios tem receitas consistentes e ganhos exponenciais de tração em linha com o crescimento da carteira”, diz João Vitor Menin, CEO do Inter.

“Em 2020, atingimos R$ 540,8 milhões em receitas de serviços, representando 45% das receitas líquidas totais no ano. Estamos fortalecendo todas as nossas ‘avenidas’ de atuação, além do dia a dia bancário, melhoramos a oferta de seguros, investimentos e compras online, e já observamos resultados expressivos em todos os segmentos”, conclui.

Investimento e crédito

Em 2020, o Inter atingiu a marca de 1,2 milhão de clientes ativos na plataforma de investimentos, chegando a 14% da base de clientes, crescimento anual de 206%. O número de correntistas com ações custodiadas atingiu a marca de 330 mil, que representa cerca de 10% dos investidores pessoas físicas na B3.

A originação de crédito atingiu R$ 9 bilhões em 2020, crescimento de 107% em relação a 2019. No segmento para empresas, o aumento foi de 129% no ano, com oferta de R$ 4,7 bilhões. O crédito imobiliário atingiu produção de R$ 1,8 bilhão com alta de 38%, enquanto no consignado o total foi de R$ 2,5 bilhões em empréstimos, acréscimo de 149%.

Veja BIDI11 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais