Ações ou fundos de ações? Descubra qual a melhor opção para começar a investir

Muitos investidores se deparam com a indecisão entre essas duas modalidades, mas cada uma se destina a um determinado perfil

Com o passar do tempo, a procura por renda variável ultrapassou o interesse por investimentos de renda fixa, principalmente, em virtude da busca por maiores lucros.

Contudo, muitos investidores se deparam com a indecisão entre duas modalidades desta aplicação: investir diretamente em ações ou em fundos de ações?

Vale destacar que, antes de decidir qual é a melhor opção, é fundamental entender a importância em diversificar a carteira de investimentos. Além disso, ao aplicar em renda variável, o investidor se submete a riscos significativos.

A propósito, cada uma das opções se diferem, entre o objetivo e o perfil do investidor. Sendo assim, os fundos de ações, geralmente, acabam sendo recomendados aos iniciantes no mercado financeiro. Já as ações, são indicadas aos investidores que já possuem familiaridade e experiência.

Investimentos em ações

Em suma, os investimentos em ações acabam sendo indicados aos investidores arrojados, aqueles que estão mais dispostos a correr riscos e possuem experiência no mercado financeiro.

Desse modo, ao negociar as ações, a pessoa obtém total liberdade para escolher os ativos de sua preferência. Além de comprar e vender os papéis da maneira que quiser, sem pagar taxas de performance ou administração.

Em contrapartida, o investidor tem chance de ir do céu ao inferno em um curto intervalo de tempo, ou vice-versa. Logo, ele pode obter uma rentabilidade elevada ou atingir enormes prejuízos.

Sendo assim, para registrar mais lucro em sua carteira, a pessoa deve acompanhar e analisar os valores dos ativos investidos, assim como os principais fatores da economia.

Ações ou fundos de ações? Descubra qual é a melhor opção para começar a investir
Investimentos em ações

Investimentos em fundos de ações

Já a modalidade de investimento em fundos de ações são recomendadas aos investidores com um perfil conservador, onde eles priorizam a segurança e a estabilidade de para altos lucros, sem prejuízos.

À vista disso, o investidor pode contar com o auxílio de uma gestão profissional de seus ativos ao tomar as decisões no mercado.

Assim, como os gestores possuem mais experiência no mercado, podem mostrar dados relevantes e mais informações, como resultado, oferecem segurança. Desse modo, o investidor fica responsável por todas as movimentações, entre aplicar o capital e retirar quando quiser.

Entretanto, isso pode ser um prejuízo por conta das taxas de administração e de performance, que podem acrescentar um valor em cima dos ganhos. Assim, a rentabilidade do valor investido acaba sendo menor.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais