Warren divulga carteira de ações, dividendos e FIIS para junho

A Warren Investimentos divulgou sua carteira de ações recomendadas para junho com a inserção de quatro novos ativos ante maio.

De acordo com relatório encaminhado ao mercado, entraram Aliansce Sonae (ALSO3), Eneva (ENEV3), BrasilAgro (AGRO3), e Grupo Vamos (VAMO3).

Para a inserção destes ativos, a gestora retirou Cosan (CSAN3), Gerdau (GGBR4), Locaweb (LWSA3) e Rede D’Or (RDOR3).

Warren: veja a carteira:

10% BBDC4 Banco
10% BPAC11 Banco
10% VALE3 Mineração
10% ENEV3 Energia elétrica
10% PETR4 Petrolífera
10% AGRO3 Agronegócio
10% VAMO3 Locação máquinas
10% PCAR3 Supermercado
10% LAME4 Varejo físico
10% ALSO3 Varejo shopping

Confira a tese de investimentos:

Aliansce Sonae

Estamos nos posicionando na tese de recuperação. As ações do setor de shopping centers oferecem um bom carrego para o médio prazo. A Aliansce Sonae é o nosso “top pick” do segmento, com a reabertura sendo um “trigger” de curto prazo para a valorização dos papéis.

A expectativa de reabertura é positiva para recuperação de geração de caixa. Apesar da pandemia ter contribuído negativamente para o setor, os fundamentos de longo prazo permaneceram preservados. Em maio a agência de classificação de risco, Fitch, afirmou o rating ‘AAA’ com perspectiva estável para a Aliansce, patamar mais elevado da escala de classificação.

A Aliansce tem portfólio de atuação nas 5 regiões brasileiras, com bastante empreendimento no Rio de Janeiro e em São Paulo. Esses Estados têm avançado na flexibilização de seus comércios, um ponto positivo para a nossa exposição a shoppings centers a partir desse mês.

BrasilAgro

Grande parte do lucro econômico da cadeia de agronegócio provém do “valor da terra”, e é justamente nesse modelo que a BrasilAgro se apoia. Ela é uma das maiores empresas brasileiras em quantidade de terras para agricultura.

Tendo em mente o bom momento das commodities agrícolas e alta dos preços das terras no Brasil, divulgada pela pesquisa da IHS Markit/FNP para março e abril desse ano, a empresa está bem posicionada para surfar junto aos ventos favoráveis do crescimento do agronegócio.

Após forte alta dos últimos meses, AGRO3 corrigiu menos de 50% na retração de Fibonacci em maio, sinalizando a manutenção de uma forte tendência de alta.

Eneva

No mês passado, o Sistema Nacional de Meteorologia (SNM) emitiu um alerta de emergência hídrica devido à escassez de chuvas na região hidrográfica da Bacia do Rio Paraná. Com isso, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná, passarão para estado de alerta hídrico até meados de setembro.

Com uma boa integração energética do país e diante da escassez hídrica, a geração de energia elétrica através de fontes térmicas deverá continuar crescendo ao longo de 2021. O aumento de despacho térmico da Eneva é um cenário possível (e provável), de modo a garantir o fornecimento de energia confiável (garantia física). Esse é um cenário que pode fazer da Eneva uma possível vencedora dentro do setor elétrico.

Grupo Vamos

A empresa de locação de caminhões, máquinas e equipamentos tem uma avenida de crescimento à frente. Em termos numéricos, o segmento a qual a empresa fornece o seu serviço ainda possui baixa penetração no Brasil, cerca de 1% do mercado. No entanto, em mercados mais maduros, o número passa de 15%.

Diante de um setor de baixa concorrência, os números reafirmam a nossa tese de potencial de crescimento do Grupo Vamos em todas as suas receitas, ainda contando com a expertise de sua holding controladora, Simpar.

Carteira de dividendos para junho com a inserção de PSSA3

A Warren divulgou sua carteira de dividendos para junho com a inserção de Porto Seguro (PSSA3) no lugar de Copasa (CSMG3).

Veja o documento:

10% GGBR4 Siderurgia

10% BBDC4 Financeiro

10% CYRE3 Construção

10% CMIG4 Energia

10% PSSA3 Seguro

10% ITSA4 Financeiro

10% SLCE3 Agropecuária

10% TAEE11 Energia Elétrica

10% BRAP4 Siderurgia

10% JBSS3 Frigorífico

Warren: confira a tese:

Porto Seguro

Com um dividend yield de 5,3% nos últimos 12 meses, Porto Seguro é a quarta maior seguradora do Brasil, sendo líder no segmento de seguro para automóveis. O sócio majoritário é o braço de seguro do Itaú Unibanco, que detém cerca de 71% de suas ações ordinárias.

Trimestre a trimestre, a empresa tem apresentado bons resultados financeiros. No último trimestre em questão, o 1T21, a empresa conseguiu reverter a queima de caixa, que aconteceu no segundo semestre do ano passado. Isso só foi possível devido ao bom desempenho operacional em todas as suas quatro verticais (seguro, negócios financeiros, saúde e serviços).

A empresa de valor tem entrado no radar também para empresa de crescimento, com a meta de dobrar o número de clientes nos próximos dois anos.

Warren: FIIs

A gestora não realizou alterações da carteira para junho.

10% CPTS11 Capitânia Securities II Recebíveis

10% HCTR11 Hectare CE Recebíveis

10% HGCR11 CGHG Rec. Imob. Recebíveis

10% DEVA11 Devant Recebíveis Imob. Recebíveis

10% RBRF11 RBR Alpha Mult. FOF

10% TGAR11 TG Ativo Real Tijolo –

Desenvolvimento

10% BTLG11 BTG Pactual Log. Tijolo – Logístico

10% VILG11 Vinci Logística Tijolo – Logístico

10% MALL11 Malls Brasil Plural Tijolo – Shopping

10% HGRU11 CSHG Renda Urbana

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais