A Petrobras (PETR4) vai contratar unidade flutuante para Búzios. Para isso, está negociando com a SBM Offshore.

A petroleira pretende adquirir uma unidade flutuante de produção e armazenamento (FPSO) a ser instalado no campo de Búzios, na Bacia de Santos.

Segundo a Reuters, o FPSO Almirante Tamandaré será o sexto sistema de produção do campo de Búzios, com entrada em produção prevista para o segundo semestre de 2024.

“Será a maior unidade de produção de petróleo a operar no litoral brasileiro e uma das maiores do mundo, com capacidade de processamento diário de 225 mil barris de óleo e 12 milhões de m3 de gás”, destacou uma companhia.

A contratação da SBM ocorrerá de forma direta, enquanto outras duas unidades a serem instaladas em Búzios, os FPSOs P-78 e P-79, serão alvo de licitação, acrescentou.

Petrobras (PETR4) diz que pode recuperar até R$ 16 bi após ganhar causa tributária

Portfólio

A Petrobras revisou o portfólio de seu segmento de exploração e produção (E&P) devido à crise provocada pela pandemia global de Coronavírus e agora estima investimentos de aproximadamente 40 bilhões a 50 bilhões de dólares entre 2021 e 2025, ante 64 bilhões em seu plano 2020-2024.

A companhia disse que a revisão considerou como diretriz foco na desalavancagem, prevendo atingir a meta de dívida bruta de 60 bilhões de dólares em 2022, e priorizou projetos com breakeven de preços do petróleo Brent a no máximo 35 dólares por barril e que sejam aderentes à sua estratégia, de acordo com falo relevante na noite de segunda-feira.

A petroleira disse ainda que revisou toda a carteira de investimentos e desinvestimentos, sendo que nos primeiros considerou “otimizações, postergações e cancelamentos”.

Veja PETR4 na Bolsa:

Petrobras (PETR4): justiça extingue ação de hipoteca judiciária da Previ
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: