GPA (PCAR3): compre um, leve dois, mas oferta é limitada, diz gestora ao reiterar compra

A XP Investimentos analisou o ativo Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) em seu portfólio, principalmente por conta do balanço da companhia, divulgado na quarta-feira (24), e decidiu reiterar a recomendação de compra com preço-alvo em R$ 103 por ação.

“À medida que nos aproximamos da conclusão da cisão do Assaí, com a aprovação da listagem das suas ações e com as companhias tendo reportado seus resultados do quarto trimestre de 2020 separadamente essa semana, nós trazemos uma análise mais detalhada das operações de cada empresa e perspectiva estratégica”, disse.

E acrescentou: “o Assaí é o segundo maior varejista brasileiro com vendas brutas totais de R$ 39,4 bilhões em 2020, atrás apenas do Carrefour Brasil. Como referência, se assumirmos que o Assaí vai negociar em linha com o múltiplo atual do Grupo Mateus (GMAT3) depois da cisão, em 19,2x P/L 2021e; os preços atuais da PCAR3 hoje refletem um múltiplo de 7,0x P/L 2021e para GPA, o que se compara a uma média ponderada dos pares da América Latina de 22,3x P/L 2021e.”

GPA (PCAR3): lucro 20% menor no 2º tri afetado por operações descontinuadas
GPA (PCAR3): lucro 20% menor no 2º tri afetado por operações descontinuadas

4TRI20

O grupo reportou lucro líquido de R$ 1,6 bilhão no quarto trimestre de 2020, alta de 1.432% em igual período do ano anterior, conforme relatório encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, a receita líquida da companhia também obteve alta de 58,4% no período, com o valor acumulado de R$ 14,7 bilhões ante os R$ 9,3 bilhões do mesmo período de 2019.

Já o Ebitda, valor de geração de caixa da empresa, ajustado subiu 210% e atingiu R$ 2,1 bilhões nos últimos três meses do ano. A margem Ebitda ajustada ficou em 14,4%, alta de sete pontos percentuais.

GPA: o grupo

O grupo obteve, em todas as suas companhias, R$ 8,3 bilhões em vendas líquidas no trimestre, contando com um crescimento de 17,3%.

As vendas das operações de varejo no Brasil apresentaram aceleração do desempenho em relação ao trimestre anterior, atingindo crescimento mesmas lojas de 11,5% excluindo as operações de postos e drogarias.

“Superamos R$ 1,1 bilhão em vendas no canal digital, crescimento três vezes superior ao ano anterior, com ampliação da participação no negócio alimentar e aumento do share de mercado de e-commerce no Brasil. Nossa base de clientes omnicanais, que consome, em média, 2,7x mais que um cliente que compra apenas na loja física, duplicou no 4º trimestre do ano comparado ao mesmo período do ano anterior”, informou a empresa sobre sua presença digital.

GPA: listagem do Assaí

O grupo solicitou a listagem do Assaí (ASAI3) na B3 e na NYSE e teve seu pedido atendido.

As listagens acontecem no contexto da reorganização societária de GPA e de Sendas.

A operação compreendeu a cisão parcial da Sendas com a segregação da participação de Sendas em Almacenes Éxito  para o GPA e a transferência de certos ativos operacionais, com a incorporação do acervo cindido pelo GPA.

Também houve a cisão parcial do GPA, com a segregação da totalidade da participação acionária que o GPA detém em Sendas e a entrega das ações de emissão de Sendas de propriedade do GPA aos acionistas do GPA.

No âmbito da Cisão, cada detentor de ações ordinárias da CDB receberá uma ação ordinária de Sendas para cada ação ordinária da CDB detida no final do pregão em 26 de fevereiro de 2021.

A partir de 1ºde março de 2021, espera-se que as ações ordinárias da Sendas iniciem a negociação na B3 sob o ticker “ASAI3”. Nessa data, as ações ordinárias da CDB serão negociadas na B3 “ex-distribuição”.

Veja PCAR3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais