A empresa de comércio eletrônico Wish, apoiada pela General Atlantic, disse nesta segunda-feira (7) que espera levantar até 1,1 bilhão de dólares em sua oferta pública inicial (IPO), juntando-se a uma série de empresas que correm para aproveitar o apetite dos investidores por novas listagens.

Segundo a Reuters, o aplicativo de compras com sede em San Francisco planeja vender 46 milhões de ações com preço na faixa de 22 a 24 dólares cada, disse a empresa em documento regulatório.

No teto da faixa, seu valor de mercado seria de cerca de 14,07 bilhões de dólares.

IPO

A empresa

Fundada em 2010 pelo ex-executivo do Google Peter Szulczewski e pelo veterano do Yahoo Danny Zhang, a Wish se expandiu rapidamente para além do mercado doméstico e agora tem 100 milhões de usuários ativos mensais, vendendo cerca de 2 milhões de produtos por dia em sua plataforma de e-commerce, de acordo com o site da empresa.

Goldman Sachs, JPMorgan e BofA Securities são coordenadores líderes da oferta.

Vendas online

Os sete dias anteriores à Black Friday — o chamado “esquenta” — totalizou R$ 2 bilhões em vendas online, o que representa um crescimento de 41% em relação a 2019, de acordo com informações da Ebit/Nielsen.

O resultado aponta ainda uma elevação de 23% no total de pedidos, para 4,5 milhões, e uma alta de 15% no tíquete médio de compra, para R$ 453.

O crescimento está em linha com o projetado de crescimento para a Black Friday de 2020, de alta de 27% em relação ao faturamento do ano passado.

“Os primeiros números desse período pré-Black Friday estão muito fortes e reforça esse cenário de que a pandemia atraiu novos consumidores ao ambiente online porque muita gente ainda não está totalmente confortável de sair de casa”, afirmou a líder de Ebit/Nielsen, Júlia Ávila.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: