Smart Fit (SMFT3): rede de academias arrecada R$ 2,3 bi com IPO e ações disparam em 30%

A rede de academias informou que planeja usar os recursos adquiridos com o IPO para abrir novas unidades e expandir ainda mais a rede

A estreia da Smart Fit (SMFT3) na Bolsa de Valores brasileira (B3) foi animada. Isso porque a rede de academias lançou 100 milhões de ações a um valor fixo de R$ 23. Com a oferta pública inicial (IPO), a empresa já arrecadou R$ 2,3 bilhões.

Além disso, as ações abriram para compra do público em geral nesta quarta-feira (14) . Às 10h38, pelo horário de Brasília, os papéis dispararam em 29,9%. Portanto, chegaram a um valor de R$ 29,88, sua máxima até agora.

A Smart Fit anunciou que planeja usar os recursos captados pelo IPO para a expansão da rede. Dessa forma, de acordo com a mesma, uma das prioridades é abrir novas unidades, além de comprar outras redes de academias adicionais.

investidores-âncora e sua importância

A Smart Fit entrou na B3 com o pé direito, visto que, contou com “investidores-âncoras”. Ou seja, a gestora Dynamo, o fundo soberano de Cingapura GIC e o fundo de pensão canadense CPPI (que já era acionista) já haviam se comprometido a comprar R$ 750 milhões em ações antes do lançamento.

Além disso, a demanda pelos papéis superou em 20 vezes a quantidade que foi ofertada pela empresa. Isso é algo que raramente acontece no mercado. Por consequência, a companhia lançou um lote adicional com 15 milhões de ativos.

Smart Fit (SMFT3): empresa arrecada R$ 2,3 bi com IPO e ações disparam em 30%
Unidade da rede de academias Smart Fit

Família Corona e ação judicial

Edgard Corona, um dos fundadores da rede de academias, conseguiu entrar para o grupo de bilionários do país. Após o lançamento do IPO da Smart Fit, o patrimônio do empresário chegou a R$ 1,2 bilhão.

Levando em consideração outros membros com o sobrenome Corona, que detém 18,5% do grupo controlado pelo fundo Pátria, a família chega a ter 51% do capital social da rede. O patrimônio deles chega a R$ 2 bilhões. No entanto, Edgard Corona é investigado no inquérito das fake news do STF (Supremo Tribunal Federal).

Além disso, a  Smart Fit passa por um processo na Justiça. Os sócios minoritários da ADV Esporte e Saúde entraram com um pedido de tutela com urgência, desta forma, eles querem garantir uma fatia do IPO.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais