Petrobras (PETR3 e PETR4): após se desfazer de participação na Breitener, empresa quer vender fatia da Braskem (BRKM5)

O valor da participação vendida ficou avaliado em R$ 304 milhões

Na manhã desta segunda-feira (30), a Petrobras (PETR3 e PETR4) assegurou que está em busca da venda integral de sua participação na Braskem (BRKM5) e acompanha o processo de alienação da fatia retida pela Novonor (ex-Odebrecht).

De acordo com o plano estratégico entre 2021 e 2025, a Petrobras analisa as oportunidades no segmento petroquímico. Assim, tendo em vista a integração das atividades de Exploração e Produção (E&P) e Refino da companhia. No entanto, a empresa inteirou que não há decisão sobre o assunto até o momento.

Venda da participação na Breitener 

O anúncio desta segunda-feira (30) acontece após a Petrobras vender sua participação na Breitener Energética para a Breitener Holding, empresa subsidiária da Ceiba Energy. 

Visto que a Breitener Energética é majoritariamente da Petrobras, com 93,7% da empresa, sua venda rendeu R$ 304 milhões. Logo, a estatal receberá R$ 251 milhões no negócio. Já os R$ 53 milhões restantes, serão destinados a remuneração futura com a venda de energia.

Por certo, antes de firmar o negócio, a transação ainda deve ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Em suma, a Breitener Energética é uma comunidade constituída por ações de capital fechado, com o objetivo de administrar, gerir e obter a participação de duas empresas especializadas na produção e comercialização de energia elétrica.

Petrobras (PETR4) diz que pode recuperar até R$ 16 bi após ganhar causa tributária
Prédio da Petrobras

Fase de negociação da Petrobras

Ainda na semana passada, a Petrobras afirmou que está de olha na negociação do Polo Potiguar para a 3R Petroleum (RRRP3). No entanto, o valor da operação não foi divulgado. 

Em síntese, o Polo Potiguar é um conjunto de 26 concessões de campos de produção terrestres e de águas rasas. Além disso, a empresa está localizada no Rio Grande do Norte.

Ações da Petrobras (PETR4) disparam

Nesta sexta-feira (27), as ações preferenciais da Petrobras (PETR4) dispararam 3,64%, elevando a cotação a  R$ 28,49. Com isso, atingiu a maior marca registrada em 13 anos.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais