Consórcios Aegea e Iguá assumem do fornecimento de água e esgotamento sanitário do RJ

Os Consórcios Aegea e Iguá Projetos venceram hoje na B3 o leilão promovido pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, para a gestão dos serviços públicos de fornecimento de água e esgotamento sanitário dos serviços complementares de 35 municípios do estado.

Estruturado em conjunto com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), esse é o maior projeto de concessão de saneamento básico do Brasil. Com prazo de 35 anos, a concessão prevê investimentos e recebimento de R$ 22,6 bilhões em pagamentos de outorgas.

Na ocasião, o Consórcio Aegea apresentou proposta de R$ 8,20 bilhões correspondente ao maior valor ofertado pelo primeiro bloco no leilão. A proposta de R$ 7,20 bilhões feita pelo consórcio também foi a mais alta apresentada pelo quarto bloco. Pelo segundo bloco, a Iguá Projetos apresentou proposta de R$ 7,286 bilhões, representando a maior oferta colocada. Não houve vencedor para o terceiro bloco, uma vez que o Aegea optou por retirar sua proposta.

Consórcio

“O processo de concessão foi realizado com transparência e com a certeza de que fizemos um ótimo negócio para a população do Rio. Conduzimos o projeto garantindo aos órgãos de controle, ao judiciário e ao legislativo, total acesso às informações, em constante parceria. A PGE foi essencial neste processo. Esse é o maior projeto social e ambiental da história do Brasil e o nosso trabalho não termina aqui. O Governo vai monitorar e atuar para garantir que as novas concessionárias sejam eficientes, buscando o melhor para a população”, disse o secretário de Estado da Casa Civil, Nicola Miccione.

  • Só clique aqui se já for investidor

“Este é o sétimo leilão do setor de saneamento na Bolsa, evidenciando o sucesso desse modelo para trazer investimentos privados para a melhoria e ampliação dos serviços, em prol da qualidade de vida da população e da sustentabilidade do meio ambiente. O leilão de hoje inaugura a parceria da B3 com o Estado de Rio de Janeiro para a promoção de projetos de tamanha magnitude e importância”, afirmou Daniel Sonder, CFO da B3.

A sessão pública, realizada na B3, contou com a abertura dos envelopes contendo as propostas das participantes licitadas para cada bloco. Em seguida, as licitadas que apresentaram as maiores propostas sobre o valor de outorga, juntamente com as que apresentaram ofertas até 20% acima da maior proposta, foram convidadas a participar das fases de lances em viva voz, das quais os consórcios Aegea e Iguá Projetos saíram vencedores.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais