Bitfy bate os 65 milhões em movimentação no app

Os sucessivos recordes na cotação de Bitcoin, que em março ultrapassou pela primeira vez a marca de U$S 60 mil, o que equivale a 333 mil reais e a confiança de investidores influentes como CEO da Tesla, Elon Musk, certamente mostram que os primeiros meses de 2021 ficarão marcados pela valorização e popularização das moedas digitais no mundo. Mais uma prova disso é que a Bitfy, primeira carteira multiuso e sem custódia de bitcoins do Brasil, bateu R$ 65 milhões em transações em sua plataforma, sendo que R$ 40 milhões foram movimentados em apenas cinco meses.

Em dezembro de 2020, mês de aniversário de um ano da fintech, as transações da Bitfy eram de R$ 25 milhões, ou seja, em apenas quatro meses, a Bitfy registrou uma movimentação financeira quase duas vezes superior ao registrado em um ano. “Vínhamos em um forte crescimento, de 25 a 30% a cada mês desde a rodada de investimentos liderada pela Urca Angels em setembro de 2020. A forte valorização do Bitcoin desde então vem impulsionando a busca de informações sobre o assunto, e, uma vez que as pessoas compreendem a necessidade de uma carteira não custodiante para garantir a segurança de suas transações, a Bitfy é a resposta imediata”, destaca o CEO da Bitfy, Lucas Schoch.

Bitfy bate os 65 milhões em movimentação no app

Bitfy

Para este ano, a startup prepara uma rodada de investimento Serie A com objetivo de desenvolver novas soluções para aprimorar ainda mais o aplicativo. “Com esse investimento, pretendemos acelerar nosso crescimento de forma exponencial e alcançar ainda esse ano mais de 200 mil clientes, ou seja, quadruplicar a base que temos hoje de cerca de 45 mil usuários”, explica.

O crescimento do aplicativo também se deve pelas constantes novidades implantadas no app. Em 2021, a Bitfy passou a aceitar moedas como a Celo Dólar, ETH e recentemente XRP. Desde 2020, a startup também possui parceria com a Cielo, permitindo o uso em mais de 1,5 milhão de estabelecimentos. Pela plataforma ainda é possível resgatar vouchers de lojas de mais de 70 parceiros, entre eles Ifood, Evino, Rappi, Outback, Netshoes e McDonalds.

Propósito

Para Lucas, as criptomoedas vão muito além do investimento e também são sinônimo de oportunidade. Com essa visão em mente, que desde fevereiro deste ano, a Bitfy tem parceria com a ImpactMarket, infraestrutura aberta de CrowdFinance de impacto social que distribui uma renda básica incondicional  (UBI) em Celo Dólar (cUSD) para moradores em comunidades carentes de 19 estados brasileiros. Via Bitfy, mais de 2500 pessoas e 200 negócios recebem a chamada UBI e podem utilizar esse valor, que varia entre 1 a 5 cUSDs (Celo Dólares) por dia, para pagamentos de Boletos, uso em máquinas Cielo, transferências bancárias, entre outras transações.

A empresa

A Bitfy é a primeira carteira multiuso e sem custódia de bitcoins do Brasil. Fundada pelo CEO Lucas Schoch em 2019, o aplicativo está disponível pelo Google Play ou Apple Store. Por meio da Bitfy, é possível fazer todas as transações financeiras possíveis, utilizando bitcoins para pagar em mais de 1,5 milhão de estabelecimentos e diversos outros serviços digitais. Em pouco mais de um ano de atuação, a carteira já possui mais de 65 mil usuários e realizou mais de R$65 milhões em transações.

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais