A Randon (RAPT4) anunciou nesta terça-feira (28) que concluiu o reconhecimento de receita de R$ 860,8 milhões referentes à vitória num processo tributário no qual pedia a exclusão do ICMS da base de cálculo de PIS/Confins nas notas fiscais.

Desse montante, R$ 82,5 milhões foram reconhecidos ao longo deste ano, enquanto o saldo remanescente de R$ 778,3 milhões comporá o resultado consolidado de 2020, “cujo lucro líquido ajustado será base para o cálculo dos dividendos”.

“A expectativa para compensação dos créditos gira em torno de cinco anos, a depender dos resultados futuros da companhia”, informou a Randon em fato relevante.

Randon (RAPT3) pretende pagar R$ 49,5 mi em juros sobre capital próprio

Receita líquida

A Randon Implementos e Participações teve receita líquida de R$ 574 milhões em novembro, uma alta de 31,1% na comparação anual. No acumulado dos onze primeiros meses do ano, a receita líquida totalizou R$ 4,81 bilhões, valor 1,7% maior que o verificado no mesmo período de 2019.

A receita bruta total, sem eliminação e com impostos, atingiu R$ 826,7 milhões em novembro, avanço de 32,9%. No acumulado do ano, a receita bruta da empresa ficou em R$ 6,80 bilhões, 0,1% a menos.

A subsidiária Fras-le, que fabrica lonas e pastilhas de freio, apresentou receita líquida de R$ 185,6 milhões em novembro, uma alta de 44% na comparação anual. Em onze meses o número chega a R$ 1,48 bilhão, com avanço de 17,5% ante o mesmo período de 2019.

A receita bruta da Fras-le totalizou R$ 262,8 milhões no mês, alta de 48,2%. No acumulado de janeiro a novembro, a receita bruta somou R$ 2,10 bilhões, número 16% maior.

A empresa

As Empresas Randon são um conglomerado de nove companhias, com sede em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, do setor de soluções para o transporte. As Empresas Randon contam, atualmente, com ações listadas na B³ e cerca de 13 mil acionistas.

Veja RAPT4 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: