Pague Menos (PGMN3) reporta lucro líquido de R$37,5 mi no 4º tri, alta de 147%

A rede de farmácias Pague Menos (PGMN3) registrou lucro líquido ajustado de R$ 37,5 milhões no quarto trimestre de 2020, alta de 147,7% em relação a igual período de 2019. Em todo o ano passado, o lucro líquido totalizou R$ 96,0 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 6,9 milhões obtido em 2019.

O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, por sua vez, totalizou R$ 157,8 milhões nos meses de outubro a dezembro, ganho de 2,5% ante o mesmo período do ano anterior. Em 2020, o valor subiu 14,2%, para R$ 572,4 milhões.

Pague Menos (PGMN3) estreará na Bolsa dia 2 e pode levantar R$ 1 bi

Pague Menos: balanço

Já a receita bruta da companhia somou R$ 1,955 bilhão no quarto trimestre, alta de 12,1% em relação ao mesmo trimestre de 2019. No acumulado do ano, a receita bruta acelerou 7,6%, para R$ 7,308 bilhões ante 2019. A venda média mensal por loja atingiu R$ 590 mil nos meses de outubro a dezembro, crescendo 13,8% em relação ao quarto trimestre de 2019.

Lojas

A rede de farmácias encerrou o ano com uma base de 1.105 lojas distribuídas em 327 municípios. Durante o quarto trimestre não foram realizadas aberturas ou fechamentos de filiais. O crescimento no conceito mesmas lojas foi de 14,0% no quarto trimestre de 2020 e 10,7% no ano, enquanto lojas maduras cresceram 12,3% no quarto trimestre e 8,8% no ano.

Em relação ao ticket médio, houve crescimento de 21,4% no quarto trimestre, enquanto a quantidade de atendimentos reduziu 7,7% em reflexo à mudança de comportamento dos clientes durante a pandemia de covid-19.

“Os resultados são reflexo de uma série de esforços e investimentos realizados ao longo dos últimos anos. Trouxemos ao time novos executivos em áreas estratégicas, investimos muito em tecnologia, inovação, data analytics e em novos processos, que agregados à nossa equipe e 39 anos de história, preparam a companhia para um novo ciclo de crescimento”, afirmou o presidente da rede, Mário Queirós, em nota.

Veja PGMN3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais