Um levantamento realizado pela Rede, empresa de meios de pagamento do Itaú Unibanco, acaba de apontar o aumento de 285% nas transações realizadas via tecnologia Aproxime e Pague (ou NFC, sigla do inglês Near Field Communication). Os dados foram apurados a partir das operações realizadas durante o mês de novembro de 2020, comparadas às do mesmo período do ano anterior.

As informações da Rede ainda indicam que, desde maio de 2020, as transações via NFC têm registrado um crescimento médio de 20% ao mês. Dentre os fatores que impulsionaram este acelerado aumento nas operações sem contato, a pandemia teve um papel bastante importante na preferência de consumidores e varejistas por meios de pagamento por aproximação – que têm sido priorizados em detrimento do contato direto com maquininhas e outros dispositivos disponíveis nos estabelecimentos, como smartphones, tablets ou terminais POS (ponto de venda, do inglês Point of Sale).

Joinkey recebe novo aporte de R$ 3 milhões da pagolivre

Link de pagamentos

Outro meio digital que tem registrado alta expressiva no varejo desde o início da pandemia é o link de pagamento, solução que simplifica a conclusão das vendas realizadas especialmente a distância, permitindo o envio de um endereço eletrônico de quitação ao cliente – por e-mail, SMS, redes sociais ou WhatsApp.

Impulsionada pelo elevado aquecimento das vendas online, esta modalidade teve um aumento de 33% nas transações, apenas entre os meses de outubro e novembro de 2020. E, embora algumas empresas do setor cobrem pela emissão do link de pagamento, na Rede, essas operações não geram custos adicionais, permitindo que os lojistas tenham uma alternativa a mais para realizarem as vendas de forma segura, especialmente durante a pandemia, com as mesmas taxas cobradas pelas transações presenciais.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: