A MRV (MRVE3) informou nesta quarta-feira (6) que concluiu a venda do empreendimento Deering Groves, em Miami, com valor geral de venda (VGV) de 57 milhões de dólares.

Segundo a Reuters, o ativo tem previsão de geração de caixa de 21 milhões de dólares, com base no lucro operacional projetado após 12 meses de estabilização.

Esta é a primeira venda de um empreendimento da subsidiária da MRV nos EUA, a AHS Residential. O Deering Groves fazia parte de um grupo de sete empreendimentos, com um total de 1.450 unidades e cerca 306 milhões de dólares de VGV.

MRV (MRVE3) avalia IPO da Urba, seu braço de planejamento urbano e loteamentos
MRV (MRVE3) avalia IPO da Urba, seu braço de planejamento urbano e loteamentos

MRVE3: renda média

A companhia anunciou recentemente o lançamento da Sensia, nova incorporadora da companhia voltada a lançamentos imobiliários para consumidores com renda mensal entre R$ 7 mil e R$ 11 mil. O valor do investimento não foi divulgado.

A empresa já se preparava para entrar em um novo segmento do mercado imobiliário, de classe média, com apartamentos entre R$ 300 mil e R$ 500 mil.

Os primeiros lançamentos devem ser anunciados em janeiro, começando por Campinas (SP). Além da cidade paulista, já estão aprovados projetos em Belo Horizonte (MG), Salvador (BA) e Maceió (AL). Outros ainda passam por processo de aprovação, como em São Paulo e Porto Alegre.

De acordo com Eduardo Fischer, copresidente do grupo, a nova incorporadora tem grande potencial de mercado, por conta da demanda pelo produto com faixa de valor menor e pelos juros baixos no mercado.

Lançamentos

Os lançamentos da Sensia contarão com plantas entre 50 m2 e 70 m2, torres de 250 unidades, fachadas diferenciadas e possibilidade de customização por parte do cliente. O preço médio é de R$ 344 mil por apartamento, e o valor geral de vendas (VGV) esperado é de mais de R$ 500 milhões em 2021. Para 2023, a expectativa é de que a incorporadora alcance o patamar de 3 mil novas unidades por ano e um VGV de R$ 1 bilhão.

Mesmo com a personalização pelo comprador, a companhia continuará adotando o processo industrial na construção.

Segundo a empresa, a pandemia contribuiu para o desenvolvimento da nova marca, e é importante a manutenção dos juros baixos para que o setor continue aquecido.

Veja MRVE3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: