Milionários nas olimpíadas de Tóquio: veja quais são os atletas mais bem pagos do momento

Em contraste com a realidades de muitos atletas, que sofrem por falta de investimento, outros chegam aos jogos olímpicos com milhões de dólares no bolso

Com quase um ano de atraso, os jogos olímpicos de 2020 foram iniciados no dia 21 deste mês. O evento virou pauta para milhares de brasileiros, que acompanham as modalidades esportivas, além de torcer pelas equipes brasileiras.

Junto com os jogos, será possível acompanhar e conhecer diversos atletas que buscam, no maior evento esportivo do mundo, uma oportunidade de mostrarem seu valor, assim como um caminho para mudar de vida.

No entanto, muitos outros já chegam com uma vida consolidada no esporte, além dos bolsos cheios de dinheiro. De acordo com um levantamento realizado pela Forbes, em caso de somar as fortunas dos nove atletas mais bem pagos dos jogos olímpicos de Tóquio, o resultado chega a R$ 353 milhões ao ano.

1- Kevin Durant (US$ 75 milhões)

O campeão do pódio vai para Kevin Durant. Com 32 anos, o jogador norte-americano de basquete, do time Brooklyn Nets, ganhou incríveis US$75 milhões de dólares no último ano, cerca de R$ 385 milhões. Isso é o equivalente a R$ 32 milhões mensais, ou R$ 1 milhão diários.

Kevin Durant é um dos maiores nomes do basquete no mundo. O jogador tem diversos patrocinadores, além de ser dono de investimentos, como um site de notícias, um time de beisebol e sua própria empresa de capital de risco, a Thirty Five Ventures.

2- Naomi Osaka (US$ 60 milhões)

Na posição de prata, temos a mulher mais bem paga das olimpíadas de Tóquio, a Naomi Osaka, tenista japonesa e quatro vezes campeã do Grand Slams. A atleta ganhou cerca de US$ 60 milhões em um ano.

Aos 23 anos, a tenista chega a somar mais de 20 patrocinadores. Entre eles, estão a Google, Levi’s e a Louis Vuitton, empresa do homem mais rico do mundo.

3- Damian Lillard (US$ 40,5 milhões)

O bronze vai para outro jogador do basquete norte-americano, fechando o pódio dos atletas mais bem pagos nas Olimpíadas de Tóquio. Com 31 anos, o jogador do Portland Trailblazers entra nas olimpíadas representando os EUA, ganhando cerca de R$ 40,5 milhões anuais.

Além disso, o atleta conta com patrocinadores como a Adidas, Gatorade, Hulu e 2K Sports, entre outros. Damian Lillard renovou seu contrato com a Adidas recentemente. Válido por 10 anos, o novo acordo está avaliado em US$ 100 milhões de dólares.

Milionários nas Olímpiadas de Tóquio: veja os atletas mais bem pagos
Medalhas das Olimpíadas de Tóquio 2020

Demais classificados

A lista de milionários não para por aí. Em quarto lugar, encontramos o líder do ranking mundial de tênis, Novak Djokovic, jogador da Sérvia, com US$ 34.5 milhões anuais.

Em seguida, temos Rory Mcilroy, jogador irlandês de golfe, com US$ 32 milhões, Devin Booker, jogador norte-americano da NBA, com US$ 31.6 milhões e Kei Nishikori, tenista japonês, com US$ 30.5 milhões. Por último, mas não menos importante, Khris Middleton, jogador de basquete norte-americano, com US$ 27 milhões.

Brasil fora do Ranking

O Brasil fica de fora dessa lista mesmo tendo enviado 301 atletas para as olimpíadas, que vão competir em 25 modalidades. Desses atletas, cerca de 79,7% são bolsistas e dependentes de patrocínios individuais. Ou seja, não dependem do governo federal.

Em síntese, o auxílio em questão é o “Bolsa Atleta”, que repassa um valor entre R$ 5 mil e R$ 15 mil mensais para atletas que se encontram entre os 20 melhores do mundo em suas modalidades.

Dessa forma, entre os Jogos Olímpicos Rio 2016 e Tóquio 2020, o investimento do governo federal foi destinado a 240 bolsistas e chegou ao valor de R$ 55,8 milhões.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais