O IBR Brasil RE (IRBR3) comunicou nesta quarta-feira (221) que a juíza da 2ª Vara Empresarial e de Conflitos de Arbitragem do Tribunal de Justiça de São Paulo extinguiu, sem resolução de mérito, a ação civil pública ajuizada pelo Instituto Ibero-Americano da Empresa contra a companhia.

A ação envolvia eventual necessidade da resseguradora apresentar garantia de 1 bilhão de reais para ressarcir acionistas devido às fortes perdas das ações da companhia neste ano.

“A referida decisão encerra a discussão judicial travada no âmbito da ACP acerca da necessidade de a companhia oferecer garantia no valor de 1 bilhão de reais”, afirmou em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A resseguradora IRB Brasil Re informou nesta terça-feira (20) que teve prejuízo líquido de R$ 65,4 milhões em agosto. Excluindo o impacto de negócios descontinuados, teria tido lucro de R$ 73,8 milhões.

Segundo a companhia, os prêmios emitidos atingiram R$ 697,6 milhões, mesmo nível de agosto de 2019. No exterior, a alta foi de 11,7%, enquanto no Brasil houve queda de 9,4%.

IRB Brasil (IRBR3) diz que não há ajustes a fazer no balanço; investigações foram concluídas

Despesa

A despesa de sinistro no mês foi de R$ 593,8 milhões. O índice de sinistralidade, que mede quanto as despesas com pagamento de indenizações representou da receita, atingiu 89,6%, após ter atingido 108% no primeiro semestre. Excluídos sinistros de negócios descontinuados, o índice de agosto ficou em 56%.

Ainda de acordo com o IRB, seu resultado de subscrição foi negativo em R$ 99,3 milhões, refletindo a sinistralidade dos negócios descontinuados no valor de R$ 263,1 milhões.

No mês passado, o IRB havia reportado prejuízo líquido de R$ 62,4 milhões para julho, reduzindo o prejuízo de R$ 292,6 milhões de um mês antes.

Novela IRB

O IRB, que andava meio esquecido nos últimos tempos, por conta de uma avalanche de problemas internos, parece ter voltado à vida.

Isso porque sua ação – o IRBR3 – foi a que mais subiu na última semana: 31%. Ou seja, um papel que até outro dia era visto como roubada pode estar renascendo das cinzas.

E, segundo a Revista Veja, tudo isso numa semana em que o Ibovespa basicamente zerou. O índice começou a segunda aos 96,807 pontos, passou pela montanha russa de sempre, e voltou calmamente ao ponto inicial (na verdade, teve uma leve subida de 0,2%, a 96,999 pontos, o que dá na mesma). A sexta foi um dia emblemático para esse desempenho xoxo: zerou também: -0,01%, a 96,999.

Veja IRBR3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: