A Gafisa (GFSA3) assinou sumário de termos e condições (term sheet) para a aquisição do Shopping Jardim Guadalupe e Fashion Mall, ambos no Rio de Janeiro, de acordo com fato relevante da construtora nesta quarta-feira (18).

“A concretização da aquisição dependerá da definição dos termos finais da negociação, e do cumprimento de condições precedentes, inclusive a condução de diligência legal e aprovação por órgãos competentes”, afirmou.

Gafisa (GFSA3) esclarece CVM sobre captação de recurso

GFSA3: 3º tri

A companhia informou que fechou o trimestre com um prejuízo líquido da R$ 56,4 milhões. O valor corresponde a uma alta de 3.286,9% na comparação com um ano antes, quando a incorporadora havia declarado saldo negativo de R$ 1,6 milhão.

Em relação ao 2° trimestre de 2020, o aumento do prejuízo foi de 140%, ante R$ 23,5 milhões negativos considerados no período. No entanto, a receita líquida da Gafisa cresceu no intervalo de julho a setembro, indo para R$ 148,6 milhões, contra R$ 89,2 milhões um ano antes e R$ 83,8 milhões no 2° trimestre.

Ebitda

Ainda de acordo com a empresa, o Ebitida (lucro antes de impostos) ajustado da construtora acumulou o saldo negativo de R$ 3,072 milhões no período, sendo uma queda de quase 140% na comparação com o intervalo de abril a junho deste ano, quando foi reportado o saldo positivo de R$ 7,7 milhões.

Segundo a Gafisa, houve o melhor desempenho de vendas nos últimos dois anos, totalizando R$ 144 milhões de vendas, refletindo em um aumento de 253% na comparação com 2° trimestre do ano.

Além disso, a empresa afirmou que retomou os lançamentos entre julho a setembro deste ano, com os empreendimentos Chez Perdizes, High Line Jardins e Normandie Moema, totalizando um VGV (Valor Geral de Vendas) de R$ 264 milhões.

Veja GFSA3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: