As empresas brasileiras têm resistido à crise deste ano ao manter em produção o portfólio de produtos, como apura o índice Radar Empresarial, produzido pela Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil.

Em agosto o índice reafirmou o objetivo do empresariado em manter seus produtos no mercado, enfrentando as dificuldades provocadas pela pandemia.

Os resultados apresentados em agosto de 2020 apontam que o encerramento de portfólio sofreu uma queda de 7% na comparação mês a mês do indicador Brasil.

Para médias e pequenas empresas (MPE), a redução foi de 10%. No comparativo com o mesmo mês do ano anterior, houve queda de 11,8% para o número Brasil e de 13,2% para MPE.

No acumulado dos últimos 12 meses, houve redução de 5,2% no encerramento de portfólio de produtos – todos resultados otimistas frente à economia.

O Radar Empresarial mensura o encerramento de portfólio de produtos pelas empresas, nos mostrando uma tendência se mais ou menos empresas decidem pelo término de suas linhas de produtos.

Ele pode ser utilizado como um termômetro da conjuntura econômica nos meses subsequentes à sua publicação, sendo um antecedente do índice de falências do Serasa.

São Paulo tem mais de 22 mil novas empresas abertas em agosto

Entenda o Radar Empresarial

  • O Radar Empresarial é um indicador estatístico que aponta o momento em que as empresas encerram seu portfólio de produtos;
  • O indicador possui poder explicativo direto – com significância estatística;
  • São publicados os valores Brasil e MPE (Micro e Pequenas Empresas);
  • O indicador tem antecedência de cinco a seis meses com relação ao índice de Falências do Serasa;
  • Número indicador com base média 2012 = 100;
  • O Radar Empresarial será divulgado todo 10º dia útil do mês.

A associação

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, é uma organização multissetorial sem fins lucrativos que representa nacionalmente a GS1 Global.

Em todo o mundo, a GS1 é responsável pelo padrão global de identificação de produtos e serviços (Código de Barras e EPC/RFID) e comunicação (EDI e GDSN) na cadeia de suprimentos.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: