A Eletrobras (ELET6) voltou a participar, na véspera, de leilões de projetos de transmissão de energia disputando cinco dos onze lotes ofertados, mas não saiu vencedora nos lances devido à sua “disciplina de capital”, disse o presidente da estatal, Wilson Ferreira Junior, em nota nesta sexta-feira (18).

A participação da Eletrobras no leilão, em que se destacaram a novata Mez Energia e a Neoenergia, foi por meio das subsidiárias Furnas, CGT Eletrosul e Amazonas GT.

“Avaliamos como positiva nossa participação em cinco lotes… Temos a certeza de que venceu a disciplina de capital, respeitando o custo do capital próprio da companhia”, observou o presidente da Eletrobras.

Eletrobras (ELET6): governo busca iniciar debate de privatização pelo Senado
Eletrobras (ELET6): governo busca iniciar debate de privatização pelo Senado

Leilão

Ele também destacou que o leilão evidenciou a atratividade do setor para investidores nacionais e estrangeiros.

O evento registrou acirrada concorrência e atraiu ofertas por todos os 11 empreendimentos oferecidos a investidores, o que levou a descontos de até 70% na receita a ser paga às empresas vencedoras.

A Eletrobras é responsável por cerca de 44% das linhas de transmissão do país, abrangendo um total de 70.917 km.

“Adotamos como premissa para participação no leilão a sinergia com ativos já existentes em diferentes pontos do país, com a presença das controladas para cada região”, explicou o diretor de Transmissão, Marcio Szechtman.

“É fundamental o respeito às condições financeiras de cada controlada, por meio da nossa estratégia de disciplina financeira, tendo como meta agregar valor à companhia, observando taxas mínimas de retorno para cada um dos ativos”, acrescentou a diretora financeira da Eletrobras, Elvira Presta.

Veja ELET6 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: