A plataforma digital de serviços para caminhoneiros Trizy, controlada pelo grupo Cosan (CSAN3), adquiriu a startup catarinense B3 Agro, numa aposta para ampliar a base de clientes em meio à crescente demanda por serviços integrados de logística devido à pandemia da Covid-19.

Segundo a Reuters, parte da operação da Trizy, criada há 14 meses, é similar a de plataformas digitais de fretes rodoviários, como CargoX, TruckPad e BBM Logística.

A companhia afirma já ter movimentado mais R$ 1,5 bilhão em fretes. Com a aquisição da B3 Agro, a base ativa dos que usam o aplicativo todo mês sobe de 50 mil para 80 mil.

Cosan (CSAN3) apresenta pedido de registro de IPO da Compass Gás e Energia
Cosan (CSAN3) apresenta pedido de registro de IPO da Compass Gás e Energia

Aplicativo

Mas o aplicativo da Trizy, que tem sede em Ponta Grossa (PR), também agrega serviços como digitalização de documentos, GPS personalizado para caminhões e de postos e serviços nas estradas. Com isso, cria uma chance de recorrência maior do uso de seu aplicativo pelos caminhoneiros, podendo funcionar como uma espécie de marketplace do setor.

“Cerca de metade dos usuários interage pelo aplicativo diariamente e este é o número que interessa porque abre diversas possibilidades de negócio”, disse o presidente da Trizy, Renato Gouveia.

Operações

Com a compra da B3 Agro, sediada em Joinville (SC), o volume mensal de agendamentos de operações como fretes pelo aplicativo da Trizy sobe de 150 mil para 400 mil. A meta é atingir um total de 6 milhões em 2021.

Segundo o executivo, apesar do ganho de eficiência obtido com as plataformas de fretes ao propiciar um encontro entre oferta e demanda, há uma variedade de outras situações que frequentemente atrasam os fretes, como congestionamento em portos ou falta de informações específicas em serviços de GPS para trânsito de caminhões.

“Em alguns casos, o pulo do gato é avisar o caminhoneiro para não ir ao porto lotado, mas reprogramar a viagem para não ficar várias horas numa fila”, disse Gouveia.

Portal

O portal inclui também gestão de transportadoras e tracking das viagens, serviços demandado principalmente por empresas, público que é maior responsável pela rentabilização do negócio.

Embora seja controlada pela Cosan, a Trizy, que também tem como sócia a empresa de tecnologia KMM, tem gestão autônoma. O executivo prevê que o negócio atingirá lucratividade em 2022.

Veja CSAN3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: