Braskem (BRKM5) reporta lucro líquido de R$846 mi no 4º trimestre

A Braskem (BRKM5) reportou lucro líquido de R$ 846 milhões no quarto trimestre de 2020, revertendo parcialmente o prejuízo líquido de R$ 2,92 bilhões registrado no mesmo trimestre de 2019, conforme relatório encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, a petroquímica obteve no acumulado do ano o lucro líquido de R$ 6,69 bilhões, alta de 139% sobre o prejuízo líquido de R$ 2,79 bilhões em 2019.

Já a receita líquida da empresa no quarto trimestre de 2020 alcançou R$ 18,7 bilhões, em alta de48% sobre o resultado do quarto trimestre de 2019. No ano inteiro de 2020, a receita da companhia foi de R$ 58,5 bilhões, alta de 12% sobre 2019.

O lucro operacional da Braskem no quarto trimestre alcanço R$ 2,02 bilhões, revertendo parcialmente o prejuízo operacional de um ano antes, de R$ 4,44 bilhões. Para o ano todo de 2020, houve prejuízo operacional de R$ 9,68 bilhões, o dobro do prejuízo de 2019.

Braskem (BRKM5) registra prejuízo de R$ 2,5 bi no 2TRI
Braskem (BRKM5) registra prejuízo de R$ 2,5 bi no 2TRI

Braskem

Depois de quase três meses de suspensão de fornecimento de etano, o Centro Nacional de Controle do Gás Natural (Cenagas), que responde pela gestão do transporte de armazenamento de gás no México, retomou na última sexta-feira a entrega do insumo à Braskem Idesa, cujas operações industriais foram afetadas pela decisão unilateral do órgão mexicano de não renovar o contrato.

Além de firmar novos contratos com o Cenagas, o complexo petroquímico assinou com a estatal Pemex um memorando de entendimentos que engloba potencial revisão do contrato de etano que segue vigente e construção de um terminal portuário para importação de gás.

No início de janeiro, a Braskem Idesa anunciou a retomada parcial da produção de polietileno no complexo, com base em um modelo de negócios experimental. Antes de suspender as operações por causa da interrupção no transporte de etano, o complexo petroquímico – que pode produzir 1,05 milhão de toneladas anuais de polietileno – já importava etano, matéria-prima para a produção do etileno, com vistas a garantir taxas de ocupação mais elevadas uma vez que a Pemex enfrenta limitações na produção de óleo e gás.

Com o Cenagas, a Braskem Idesa assinou contratos de prestação de serviços de transporte de gás natural, com prazo de 15 anos, sendo que esse prazo está condicionado à assinatura de um acordo com a Pemex.

Veja BRKM5 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais