Bossanova lança nova oferta de investimento para pequenos e médios investidores

Pela segunda vez, a Bossanova, investidora em startups em estágio pré-seed com atuação em todo território nacional, lança rodada de investimento em startups para pessoas físicas, a chamada CCB Brasil 2.

A partir de quinta-feira, dia 18, por meio de cédula de crédito bancário (CCB), os interessados poderão investir em startups com valores entre R$ 5 mil e R$ 40 mil, e terão capital inicial protegido e rentabilidade mínima de 2% ao ano.

As vantagens desse tipo de produto são ter a possibilidade de retornos variáveis vindo das participações em startups, retorno mínimo garantido e diversificação na cartela startups investidas.

Negociação de BDRs bate recorde: em três meses, negócios cresceram oito vezes

Bossanova

A iniciativa faz parte do projeto da Bossanova de democratizar e ampliar o acesso ao mercado de Venture Capital a pequenos investidores. Nesse modelo, a Bossanova se compromete a recomprar a CCB do investidor, que nesse caso é pessoa física, com um prêmio mínimo de 2% a.a. adicionado de ganhos variáveis atrelados ao resultado da participação das startups investidas da oferta que são empresas escolhidas por um comitê competente da investidora.

Segundo João Kepler, diretor da Bossanova Investimentos, o objetivo dessa oferta de investimento é oferecer uma porta para novos investidores no Venture Capital, atrelando rendimentos à performance do portfólio das startups, mas preservando o capital investido.

“Estamos trazendo para a mesa uma opção de investimento que traz menos riscos que o investimento anjo tradicional o que é fundamental para quem está começando. Nessa experiência com a Bossanova o investidor também vai ver por dentro como funciona o investimento em startups, que até agora não era tão acessível ao pequeno investidor. Estamos criando um novo caminho para quem está buscando alternativas de investimento”, explica Kepler.

No caso da CCB Brasil 2, já existem startups vinculadas ao portfólio e previsão de crescimento para até 15 startups investidas, o que gera diversificação. Algumas delas são Communy e Zimobi, ambas do setor imobiliário. O valor alvo da captação dessa nova rodada é de R$ 5 milhões. No lançamento do CCB Brasil 1, a meta de R$ 1 milhão foi atingida em apenas 12 horas da plataforma no ar.

Os interessados na modalidade poderão investir diretamente por meio de uma plataforma desenvolvida especialmente para o projeto, pela INCO, startup de financiamento coletivo e investida pela Bossanova.

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais