Bitcoin: movimento de venda continua e criptomoeda recua 10%

O bitcoin despencava 10% nesta quinta-feira, para 31.977 dólares, menor valor em 10 dias, marcando uma continuação do recuo da moeda digital em relação ao recorde de 42 mil dólares atingido em 8 de janeiro.

O movimento de venda ocorre com crescentes preocupações de que a moeda digital é uma de uma série de bolhas do setor financeiro que ameaça a estabilidade dos mercados globais.

Além disso, o mercado teme que o governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, poderá tentar regular o mercado de criptomoedas, disseram operadores.

Marketplace de criptomoedas anuncia bolão para quem acertar o valor do Bitcoin

Bitcoin perdido

O que você faria se jogasse fora um objeto que hoje valeria US$ 300 milhões, o que, em moeda nacional, o colocaria no seleto rol de bilionários do Brasil? Para o britânico James Howells, essa não é uma pergunta hipotética. Em agosto de 2013, ele acidentalmente jogou fora um HD contendo as chaves para 7.500 bitcoins, e agora está disposto a ceder uma parte de sua fortuna em potencial para escavar um aterro e tentar recuperar o disco rígido.

De acordo com o portal Olhar Digital, Howells é um nome lembrado pela mídia sempre que há um pico de valorização da criptomoeda. Em 2013, ele apareceu quando seu HD perdido valia US$ 7,5 milhões, quando a bitcoin rompeu pela primeira vez os US$ 1.000; depois, em 2017, quando a cotação beliscou os US$ 20 mil, seu HD chegou a valer US$ 150 milhões. Hoje, com a cotação atual, já são cerca de US$ 300 milhões com a cotação beirando os US$ 40 mil.

Com uma recompensa cada vez mais valiosa, ele tenta convencer as autoridades da cidade de Newport, no País de Gales, a revirar o lixo atrás do seu HD. E ele promete US$ 70 milhões para isso, o que seria apenas cerca de 25% do valor atual das bitcoins em seu disco perdido.

No entanto, o conselho municipal de Newport não parece animado com a ideia, mesmo com a fortuna em bitcoins prometida à cidade ser superior a R$ 2.500 por habitante. Em contato com a CNN, o governo local confirmou que já foi procurado várias vezes para tentar viabilizar a escavação do aterro em busca do dito HD, mas que as propostas foram negadas. Apesar disso, a representante afirma que a oferta não foi recusada, mas a operação é inviável.

“O conselho já disse ao Sr. Howells em várias ocasiões que a escavação não é possível pela nossa licença, e a escavação por si só traria um dano ambiental enorme nas áreas próximas”, afirmou a representante. Ela também afirma que os custos ficariam na casa das milhões de libras, e não há qualquer garantia de que o objeto procurado seria encontrado, ou que ainda estaria funcional caso fosse achado.

Howells segue defendendo que essa é uma tarefa viável com um sistema de referência em grades, e com respeito aos padrões de preservação ambiental. A obra seria financiada com o apoio de investidores, com 50% do dinheiro recuperado com bitcoins sendo devolvido a eles, 25% destinado à cidade e 25% que ficariam com o profissional de TI. O projeto também prevê o encaminhamento do disco para profissionais de restauração de dados para tentar reaver as chaves.

  • Só clique aqui se você for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais