A mineradora Aura Minerals (AURA32) anunciou que sócios farão uma oferta secundária para vender ações que correspondem inicialmente a 4,9% do capital total da empresa, o que poderá movimentar mais de R$ 187 milhões, segundo aviso divulgado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A companhia, focada no desenvolvimento e operação de projetos de ouro e metais básicos nas Américas, disse que os acionistas Arc Fund e Ruffer buscarão vender 3,5 milhões na operação, uma oferta secundária a ser realizada no Brasil, exclusivamente na forma de recibos de ações (BDRs).

O Arc Fund ofertará 2,1 milhões de BDRs, enquanto o Ruffer buscará negociar 1,4 milhão de BDRs.

Data de anúncio

Até a data de divulgação ao anúncio oficial da oferta, a quantidade de recibos de ações a ser negociada poderá ser ampliada em até 20%, segundo o comunicado.

Se considerado o lote a ser oferecido inicialmente e o valor de fechamento dos BDRs em 7 de outubro, a operação movimentaria R$ 187,25 milhões, apontou a Aura em prospecto preliminar.

A fixação do preço por ação é prevista para 3 de novembro, enquanto o início da negociação dos BDRs na bolsa B3 seria em 5 de novembro, segundo cronograma estimado divulgado pela empresa.

Ativos

A Aura possui ativos produtores que incluem as minas de ouro de San Andres em Honduras, e Ernesto/Pau-a-Pique, no Brasil, além da mina de cobre, ouro e prata de Aranzazu no México e a mina de ouro de Gold Road, nos Estados Unidos.

A empresa tem mais dois projetos de ouro no Brasil, Almas e Matupá, e um projeto de ouro na Colômbia, Tolda Fria.

Veja a análise gráfica da AURA 32:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: