A agência de classificação de risco Moody’s disse neste domingo ( 14) que a autorização da vacina da Pfizer contra a Covid-19 nos EUA é positiva em termos de crédito.

“A aprovação é positiva para o crédito por causa do lucro incremental e do fluxo de caixa que virá das vendas da vacina”, disse a Moody’s. “As oportunidades de receita e lucro para a Pfizer são significativas porque ela fixou um preço lucrativo para a vacina”.

A vacina da Pfizer e da BioNTech foi 95% eficaz na prevenção da doença em um grande ensaio clínico. Os reguladores dos EUA autorizaram o uso emergencial na noite da sexta-feira, seguindo medidas semelhantes determinadas por Reino Unido e Canadá.

Grâ-Bretanha aprova vacina da Pfizer; ações mundiais param após progresso do medicamento

Vacina: imunização

Os caminhões carregando as primeiras doses desenvolvida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech começaram a deixar a fábrica em Michigan, nos Estados Unidos, neste domingo (13). De lá, eles devem seguir para 145 centros de distribuição do país, segundo o exército americano.

O governo dos EUA prometeu começar a vacinação na segunda-feira (14), depois que um comitê do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), deu um parecer favorável à vacina BNT162b2.

Os funcionários da Pfizer chegaram a aplaudir quando os primeiros lotes deixaram a fábrica (veja no vídeo baixo). Segundo o jornal “The New York Times”, além da equipe da farmacêutica, representantes do CDC acompanharam a preparação dos pacotes.

FDA

Na sexta (11), a agência reguladora americana FDA autorizou o uso emergencial da vacina nos EUA. Essa permissão liberou o transporte e distribuição, mas ainda falta que o diretor do CDC, Robert Redfield, dê a aprovação final para a vacina da Pfizer e BioNTech – o que deve acontecer no domingo.

Na semana passada, um grupo independente de especialistas ouvidos pela FDA recomendou a aplicação da vacina para pessoas maiores de 16 anos. Pacientes com alergias graves deverão evitar esse imunizante, depois que casos de reação foram registrados nos Reino Unido.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: