Aeris (AERI3) anuncia contrato de R$3 bi para fornecer pás eólicas à Siemens Gamesa

A produtora de equipamentos para geração de energia Aeris fechou contrato estimado em R$ 3 bilhões para o fornecimento de pás eólicas à Siemens Gamesa, informou a empresa na terça-feira (23).

Segundo a Aeris, o acordo vai vigorar até meados de 2025 e prevê a entrega de equipamentos com capacidade equivalente a 3,8 gigawatts (GW) de potência.

Aeris (AERI3) anuncia emissão de R$600 mi em debêntures

Aeris: a negociação

A negociação com a Siemens Gamesa havia sido antecipada pela Aeris em fato relevante publicado em meados de janeiro. À época, a empresa projetava um acordo de R$ 2,5 bilhões, com vigência até 2024 e equipamentos de 3,3 GW.

“A companhia acredita que a celebração do contrato, além de representar relevante fator para o aumento de sua receita, tem um importante caráter estratégico no contexto da consolidação da sua atuação no mercado externo, reforçando o processo de crescimento e expansão de seus negócios”, disse a Aeris, que realizou sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) em novembro do ano passado.

Aeris: investimentos

A Aeris Energy deve executar a maior parte dos investimentos restantes em expansão de capacidade produtiva ao longo do primeiro semestre de 2021, afirmou nesta quarta-feira Bruno Lolli, diretor de planejamento e de RI da companhia.

No ano passado, a fabricante de pás eólicas investiu R$ 296,2 milhões de um total de R$ 473 milhões requeridos para aumento de capacidade até o fim de 2021, com o objetivo de atender contratos já firmados com clientes nos próximos anos.

  • Só clique aqui se já for investidor

O executivo

O executivo disse ainda que a expansão fabril ocupa apenas uma parte do terreno onde a planta está instalada, de forma que a companhia pode fazer novas ampliações caso seja necessário.

Lolli comentou ainda que, para 2021, a Aeris espera melhorar a proporção de linhas de produção maduras e não maduras – nas quais a capacidade produtiva plena ainda não foi atingida – em seu portfólio. No quarto trimestre de 2020, as margens da fabricante foram impactadas pela descontinuidade, já prevista, de cinco linhas maduras.

A fabricante de pás eólicas registrou um lucro líquido de R$ 15,63 milhões no quarto trimestre do ano passado, queda de 61,2% em relação a igual período de 2019. Com isso, a companhia fechou 2020 com resultado líquido positivo em R$ 113,2 milhões, 27,6% superior ao observado um ano antes.

Veja AERI3 na Bolsa:

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais