A Planner reajustou o preço-alvo para a Randon (RAPT4), que passou de R$ 11,84 para R$ 15,20 por ação. A recomendação por parte da gestora é de compra.

De acordo com o analista Luiz Caetano, as receitas mensais e a ação da Randon já reagiram bem, após a crise trazida pela pandemia de Covid-19.

Porém, ele diz esperar melhores resultados para a empresa, em função da forte demanda, principalmente do agronegócio, somada à recente aquisição da Nakata, que já será consolidada nos números do terceiro trimestre de 2020.

“Vale destacar o bom desempenho recente de RAPT4, que nos últimos doze meses subiu 26,0%, enquanto o Ibovespa teve uma desvalorização de 9,9%”, disse.

Ações

Por volta das 16H57 desta terça-feira (29) a ação RAPT4 caía 1,01%, cotada a R$ 11,71. Já a relação P/L (Preço sobre Lucro) estava em R$ 21,52 e o Dividend Yield, que é o rendimento do dividendo, estava em 1,6%. A variação em um ano estava em 23,33%.

Randon

Carteira de pedidos

Segundo Caetano, no segmento de implementos, o mercado está bastante aquecido, com as vendas já sendo feitas para entrega em 2021.

Em autopeças, existe uma retomada forte, principalmente para atender a produção de caminhões, onde são esperadas boas vendas no quarto trimestre de 2020.

“Portanto, as expectativas de faturamento para a Randon são muito positivas no segundo semestre deste ano, sendo que já existe uma boa perspectiva também para os volumes no primeiro trimestre de 2021”, frisou.

Receita em agosto

Conforme o analista, a receita líquida consolidada da Randon foi 10,2% acima do valor alcançado no mesmo mês do ano passado e 7,2% acima de julho.  Estes números indicam um bom resultado para o terceiro trimestre de 2020.

Quanto aos custos, a Randon está enfrentando pressões, principalmente por desvalorização do real nos componentes importados e pela alta nos preços do aço. 

A empresa compra em torno de 150 mil toneladas por ano de aço e negocia duas vezes por ano com as siderúrgicas os volumes e preços.

“Para compensar as elevações dos custos, a Randon está muito empenhada em buscar novos materiais para a construção de seus produtos, além de aumentar a produtividade”, elencou.

E disse mais: “em função da pressão de custos, a Randon está elevando seus preços de forma moderada, para evitar a perda de market share. O mercado aquecido facilita estes repasses.”

Assim, disse, a empresa diz acreditar que o aumento da produtividade e as elevações de preços podem mais que compensar os incrementos de custos, levando a ganhos de margem.

Veja RAPT4 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: