A Itaúsa (ITSA4), holding que controla o Banco Itaú, Duratex, Alpargatas, NTS e Itautec, diz pretender expandir seu portfólio até 12 empresas no prazo de quatro anos.

O objetivo é a diversificação e os investimentos previstos estão entre R$ 1,5 bilhão e R$ 2 bilhões.

A holding está de olho em empresas que têm possibilidade de crescer, gerem caixa, paguem dividendos, e se encaixem nos valores de governança e socioambientais da Itaúsa.

Segundo o Valor Econômico, outro requisito é que a Itaúsa possa entrar no bloco de controle e ter influência sobre a gestão.

Entretanto, a empresa diz não estar interessada em investimento no exterior, mas que pretende concentrar seus aportes no país.

Itausa (ITSA4): lucro cai mais de 75% no segundo trimestre

Dividendos

Conforme o jornal, a combinação de todos esses elementos não é simples, mas a Itaúsa não tem pressão e que se não for possível encontrar esses ativos, a companhia fica como está e distribui mais dividendos.

Outro segmento que não está no radar da holding são as startups e fintechs. A companhia pretende focar no setor de indústria e serviços.

Atualmente, a Itaúsaa aguarda a aprovação do Cade para o investimento que fez na Copagaz, que fornece 49% da empresa resultante, um NTS.

Quando isso acontecer, o primeiro passo será reduzir o endividamento dessa operação, mas em três ou quatro anos será possível pensar em outros investimentos no setor de energia, e não apenas no segmento de GLP.

Conforme o Itaúsa, as companhias investidas “geram muito valor para o acionista” e, portanto, as ações da holding foram negociadas com desconto na bolsa. O valor líquido dos ativos do portfólio está em R$ 96,4 bilhões, enquanto o valor de mercado da Itaúsa é de R$ 79,3 bilhões, o que representa um desconto de 17,7%.

Veja ITSA4 na Bolsa:

https://www.youtube.com/watch?v=1n9iQk1cWMs
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: