Hapvida (HAPV3) e Notre Dame (GNDI3) detalham termos de conversão de ações

A empresa de saúde Hapvida (HAPV3) e a rival Notre Dame Intermédica (GNDI3) divulgaram os termos de conversão de ações de uma união que pode criar a maior rede de hospitais do país.

Segundo a Reuters, as empresas informaram que as ações da Intermédica serão incorporadas à Hapvida, com uma ação da Intermédica sendo trocada por 5,249 ações da Hapvida e mais R$ 6,45, de acordo com fato relevante divulgado no sábado.

“Cias acertam fusão e criam grupo de R$ 110,5 bi; Prêmio para acionista da Intermédica sobe de 10% para 15% e passa a incluir parcela de caixa”.

Conselho da Intermédia (GNDI3) avalia proposta de fusão da Hapvida (HAPV3) hoje

Hapvida: os acionistas

Os acionistas da Hapvida deterão 53,6% da empresa combinada após a transação.

Os presidentes executivos de ambas as companhias farão parte do conselho de administração da empresa combinada, segundo o documento publicado no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Custos

Os custos de transação devem alcançar R$ 116 milhões, informaram as empresas.

Em janeiro, o Hapvida ofereceu R$ 49 bilhões para comprar a Intermédica. A empresa combinada terá 8,4 milhões de clientes de saúde e 70 hospitais espalhados por todo o país.

A conclusão do negócio ainda está sujeita à aprovação pelos acionistas das empresas, bem como pelas autoridades de saúde e de defesa da concorrência no Brasil.

Veja HAPV3 na Bolsa:

Operação

De acordo com o Valor Econômico, o Itaú BBA, que normalmente trabalha com a Intermédica, mudou de lado na fusão com a Hapvida. A operadora do Ceará contratou o banco preferido da concorrente para facilitar a interlocução entre as companhias. O relacionamento entre GNDI e BTG, banco que assessorou a Hapvida, não é boa, o que dificultaria o processo, contou uma fonte.

O que impulsionou a Hapvida a fazer uma proposta formal no fim do ano foi a oferta subsequente de ações (follow-on) da Bain Capital, maior acionista da Intermédica, realizada no começo de dezembro, que reduziu a fatia da gestora de private equity para cerca de 11%. A Bain era contra a fusão, mas com uma participação menor, a Hapvida enxergou uma possibilidade das discussões avançarem.

Veja GNDI3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais