Hapvida (HAPV3) e Notre Dame (GNDI3) detalham termos de conversão de ações

A empresa de saúde Hapvida (HAPV3) e a rival Notre Dame Intermédica (GNDI3) divulgaram os termos de conversão de ações de uma união que pode criar a maior rede de hospitais do país.

Segundo a Reuters, as empresas informaram que as ações da Intermédica serão incorporadas à Hapvida, com uma ação da Intermédica sendo trocada por 5,249 ações da Hapvida e mais R$ 6,45, de acordo com fato relevante divulgado no sábado.

“Cias acertam fusão e criam grupo de R$ 110,5 bi; Prêmio para acionista da Intermédica sobe de 10% para 15% e passa a incluir parcela de caixa”.

Conselho da Intermédia (GNDI3) avalia proposta de fusão da Hapvida (HAPV3) hoje

Hapvida: os acionistas

Os acionistas da Hapvida deterão 53,6% da empresa combinada após a transação.

Os presidentes executivos de ambas as companhias farão parte do conselho de administração da empresa combinada, segundo o documento publicado no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Custos

Os custos de transação devem alcançar R$ 116 milhões, informaram as empresas.

Em janeiro, o Hapvida ofereceu R$ 49 bilhões para comprar a Intermédica. A empresa combinada terá 8,4 milhões de clientes de saúde e 70 hospitais espalhados por todo o país.

A conclusão do negócio ainda está sujeita à aprovação pelos acionistas das empresas, bem como pelas autoridades de saúde e de defesa da concorrência no Brasil.

Veja HAPV3 na Bolsa:

Operação

De acordo com o Valor Econômico, o Itaú BBA, que normalmente trabalha com a Intermédica, mudou de lado na fusão com a Hapvida. A operadora do Ceará contratou o banco preferido da concorrente para facilitar a interlocução entre as companhias. O relacionamento entre GNDI e BTG, banco que assessorou a Hapvida, não é boa, o que dificultaria o processo, contou uma fonte.

O que impulsionou a Hapvida a fazer uma proposta formal no fim do ano foi a oferta subsequente de ações (follow-on) da Bain Capital, maior acionista da Intermédica, realizada no começo de dezembro, que reduziu a fatia da gestora de private equity para cerca de 11%. A Bain era contra a fusão, mas com uma participação menor, a Hapvida enxergou uma possibilidade das discussões avançarem.

Veja GNDI3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais