Méliuz (CASH3) reporta prejuízo no segundo trimestre e ações despencam quase 15%

A perda corresponde a um valor de R$ 6,692 milhões, uma piora de cerca de 2,95%

Nesta segunda-feira (16), a startup brasileira Méliuz (CASH3) reportou um prejuízo líquido de R$ 6,692 milhões no segundo trimestre deste ano. Após o anúncio do balanço, as ações da empresa despencaram quase 15%.

Em comparação com o segundo trimestre de 2020, que teve uma perda de R$ 6,5 milhões, o valor corresponde a uma piora de 2,95%.

Balanço trimestral da Méliuz

Segundo o documento apresentado sobre o balanço do trimestre, no intervalo entre abril e junho, a receita líquida da startup de cashback foi de R$ 43,401 milhões. Isto é, representa um crescimento de 75% em comparação com o mesmo período em 2020. 

Nesse sentido, a Méliuz revela que os gastos já eram esperados, principalmente, em razão às novas contratações e investimentos na equipe de funcionários. 

Logo, o lucro operacional da startup sob o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 7,2 milhões negativos. Assim, com os descontos, o Ebitda encerrou com um déficit de R$ 2,4 milhões.

Vendas da Méliuz

Desse modo, o segundo trimestre da Méliuz encerrou com um total de volume de vendas (GMV) de R$ 1,1 bilhão. Visto que, R$ 905 milhões representam as vendas no país e R$ 239 milhões são das operações internacionais.

Ou seja, este valor é 128% maior que as vendas registradas no segundo trimestre de 2020, que somaram R$ 515 milhões.

No entanto, uma parcela do volume de venda são das companhias que a Méliuz adquiriu recentemente, Picodi e Promobit. Dessa maneira, no segundo trimestre deste ano, o volume da startup foi de R$ 873 milhões. Em contrapartida, as duas companhias somaram um volume de vendas de R$ 267 milhões neste período.

Logo da Méliuz

Despesas da empresa

Além disso, as despesas operacionais da companhia neste trimestre, ao todo, alcançaram o valor de R$ 62,5 milhões. No primeiro trimestre, as despesas foram de R$ 47,4 milhões.

Em conclusão, a Méliuz pondera que o aumento das despesas desse período se deve às novas contratações e investimentos em software, almejando o crescimento da startup.

Ações da Méliuz

Logo após a divulgação do prejuízo líquido de R$ 6,7 milhões da startup de cashback, por volta das 10h45, às ações da CASH3 despencaram 14,91%.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais