Bradesco (BBDC4) tem lucro surpreendente de R$ 6,76 bilhões no terceiro trimestre e mercado se anima

O banco superou as expectativas dos analistas, que indicavam que um lucro de R$ 6,362 bilhões

 Em fase dos balanços das grandes instituições do país, o Bradesco (BBDC4) surgiu como protagonista no terceiro trimestre deste ano, com um lucro líquido de R$ 6,767 bilhões.

O resultado do balanço caracteriza um crescimento de 34,5% frente ao terceiro trimestre de 2020. Além disso, o banco superou as expectativas dos analistas, que indicavam que ele registraria um lucro de R$ 6,362 bilhões.

No entanto, apesar de seu destaque nos balanços, houve quase que um empate com outro grande banco, o Itaú (ITUB4), que reportou neste trimestre um lucro de R$ 6,779 bilhões.

Lucro 3T21 do Bradesco

Desse modo, o registro do balanço do Bradesco representa o retorno dos resultados das grandes instituições financeiras privadas, que está a alguns passos de poder se comparar com os resultados dos anos anteriores à crise da Covid-19.

Para Octavio de Lazari Jr, presidente do Bradesco, este lucro do terceiro trimestre demonstra a capacidade do banco em reagir depressa às transformações de cenários.

Sendo assim, com um lucro superior, o Bradesco, considerado o segundo maior banco privado do país, aumentou de 15,2% para 18,6% no intervalo neste período. Embora tenha apresentado progresso, sua rentabilidade ainda é inferior à dos grandes bancos, como Itaú e Santander (SANB11).

Bradesco (BBDC4) tem lucro surpreendente de R$ 6,76 bilhões no terceiro trimestre e mercado se anima
Placa do Bradesco

Bradesco e a grande produção de crédito

Do mesmo modo que outros grandes bancos, como o Itaú, o Bradesco apresentou um avanço expressivo no crédito. Nesse sentido, a carteira chegou à marca de R$ 773 bilhões, um crescimento de 6,5% no trimestre e de 16,4% em 12 meses.

Sendo assim, a instituição determinou sua projeção para cima, com crescimento de crédito em 2021, no intervalo entre 14,5% e 16,5%. Dado que, anteriormente, a projeção era de no máximo 13%.

Já as linhas de financiamento, exibiram um resultado com um crescimento de 24,7% em 12 meses. Logo, as empresas de pequeno e médio porte aumentaram 27,8% frente ao mesmo período em 2020.

A princípio, os índices de inadimplência superiores a 90 dias continuam sob controle na carteira do Bradesco, e no mês de setembro, registrou 2,6%. Isto é, alta de 0,1 ponto percentual no trimestre.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais