Nova York ganha tração com balanços

S&P ficou em alta de 1,61% aos 4.462

A bolsa de Nova York ganhou tração nesta terça-feira. Os investidores avaliaram os balanços financeiros e ficaram em busca de pistas sobre como as empresas americanas se saíram no primeiro trimestre. Ficou no radar a guerra no Leste Europeu.

Ao final, o Dow Jones subiu 1,45% aos 34.911. O S&P ficou em alta de 1,61% aos 4.462. O Nasdaq ficou em alta 2,15% aos 13.619.

Os rendimentos dos Treasuries de 10 anos subiram 5,1 pontos base para ficar em 2,9130%.

Hoje, o Fundo Monetário Internacional – FMI disse que a economia  global vai “desacelerar significativamente” com o conflito no Leste Europeu. A instituição reduziu a previsão de crescimento econômico para este ano. O PIB global deverá ficar em 3,6%, queda frente a estimativa de janeiro de 4,4%. Para o ano seguinte, o FMI aponta para uma alta de 3,6% e uma projeção de 3,8% para 2024.

Sabe como investir? Entra aqui

Já do lado corporativo, os investidores estão com as expectativas elevadas para os balanços da United Airlines, American Express e Tesla, que estão previstos para essa semana.

A Netflix – a primeira gigante de tecnologia a divulgar os números – viu a queda inesperada no número de assinantes. As perdas de assinantes, as primeiras da empresa em mais de uma década, ocorreram depois que a pioneira em streaming sair da Rússia e  com o mercado norte-americano cada vez mais saturado.

Entre os indicadores, o Census Bureau e o Departamento de Desenvolvimento Urbano anunciaram a estatísticas de licenças para construção residencial no mês de março de 2022.

As licenças de construção subiram para 1.873 milhão, alta de 0,4% da taxa revisada de fevereiro de 1.865 milhão e está 6,7% acima da taxa de março de 2021, que era de 1.755 milhão. As autorizações unifamiliares em março foram de 1.147 milhão, o que representa queda de 4,8% da revisão de fevereiro em 1.205 milhão.

Entre as ações com ganhos no Dow Jones ficaram: Nike, alta de 4,12%, Boeing, alta de 3,41%, Walt Disney, alta de 3,23%, e 3M, alta de 2,68%. Caíram: Chevron, queda de 1,18%, e Merck & Co., queda de 0,33%.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.