Ministro de Minas e Energia destaca Petrobras

Adolfo Sachsida falou sobre privatização da petroleira

O novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, que foi nomeado hoje, fez um pronunciamento há pouco em Brasília. Em pouco menos de 10 minutos, o novo ministro agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro pela confiança e ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pelo apoio.

Adolfo Sachsida detalhou o desempenho do setor energético, os avanços econômicos, já que era secretário de Política Econômica do Ministério da Economia (ME), além de chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos e da Assessoria Especial de Estudos Econômicos do ME.

Citando por diversas vezes o nome de Bolsonaro, o ministro destacou a preocupação com os preços dos combustíveis, o momento delicado da economia brasileira, reiterou a privatização da Eletrobras e, ao final da fala, deixou no ar o interesse do MME em  desestatizar também a Petrobras. Ao final, o novo ministro deixou a sala sem responder aos jornalistas.

Sobre Adolfo Sachsida

Com doutorado em Economia pela Universidade de Brasília (UnB) aos 28 anos de idade e pós-doutorado pela Universidade do Alabama, nos Estados Unidos, Sachsida foi professor de Economia na Universidade do Texas. É também advogado, com estudos na área de Direito Tributário, e técnico de Planejamento e Pesquisa da Carreira Pública pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). É autor de artigos técnicos sobre política econômica, política fiscal e monetária e avaliação de políticas públicas.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.