Investidores da Ásia saíram comprando

Xangai ficou em alta de 1,22% aos 3.225

Os investidores da Ásia saíram comprando nos mercados acionários nesta quinta-feira. O impulso acompanhou os demais no dia anterior. A boa notícia é que o Banco Popular da China poderá dar novos estímulos econômicos.

Índices Asiáticos:

O índice Xangai ficou em alta de 1,22% aos 3.225 e o Shenzhen Composite ficou em alta de 1,11% aos 2.034.

O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,22% aos 27.172.
O Hang Seng, bolsa de Hong Kong, subiu 0,67% aos 21.518.
O XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,59% aos 7.523.
O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,19% aos 3.335.
O Kospi, bolsa de Seul, ficou estável aos 2.716.

A bosa de Mumbai não operou nesta quinta-feira.

O índice regional de ações, MSCI Asia Pacific, fora o Japão, subiu 0,7%.

O que motivou os investidores foi a expectativa de mais estímulos monetários na China. Além disso, o desempenho de Wall Street no dia anterior também elevou o apetite para as compras.

Na China, autoridades do banco central afirmaram que pretendem reduzir as taxas de compulsórios bancários para impulsionar a atividade econômica chinesa. A decisão vem com os impactos da nova onda de Covid-19. Comenta-se o corte será de 50 p.b no compulsório bancário, o que injetaria cerca de US$ 190 bilhões de liquidez no sistema financeiro chinês.

Destaque para o seu melhor investimento? É só clicar aqui

Na Austrália, a taxa de desemprego permanece em na baixa de 14 anos, 4,0%. A taxa de participação permaneceu em 66,4%. O emprego aumentou para 13.389.900. O rácio emprego/população manteve-se em 63,8%. A taxa de subemprego diminuiu para 6,3%. As horas mensais trabalhadas diminuíram em 10 milhões de horas.

A data de hoje está à frente do importante número da inflação do primeiro trimestre, que será apresentada em 27 de abril. Isso poderia levar o Banco Reserve a aumentar as taxas no meio de uma campanha eleitoral na reunião de maio.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.