Bolsas da Ásia ficam divididas

Xangai ficou estável aos 3.194

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única. O temor de um avanço na guerra entre a Rússia e a Ucrânia estão elevados. Os investidores também estão avaliando as declarações de membros dos bancos centrais, em especial o Federal Reserve.

Índices Asiáticos:

O índice Xangai ficou estável aos 3.194 e o Shenzhen Composite ficou em queda de 0,11% aos 2.020.

O Topix ficou em alta de 0,83% aos 1.895.

O Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,56% aos 16.993.

O Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 2,28% aos 21.027.

O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,69% aos 26.985.

O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,12% aos 3.307.

O Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,95% aos 2.718.

O índice Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em queda de 1,23% aos 56.463.

O índice regional de ações, MSCI Asia Pacific, fora o Japão, caiu 0,40%.

As bolsas de ações caíram pelo terceiro dia consecutivo. O que se viu foi uma nova ofensiva regulatória do governo da China. Preocupações com a eventual aceleração do aperto monetário nos Estados Unidos também ficaram no radar.

A bolsa de Hong Kong liderou a baixa na região refletindo a decisão de Pequim de banir a transmissão em tempo real de videogames não autorizados. Com o anúncio, as ações de empresas como Bilibili, Kuaishou Technology e Alibaba caíram forte.

Enquanto isso, ainda na China, os investidores aguardavam os anúncios de novas medidas de estímulos, principalmente, a redução das taxas de juros de referência para empréstimos.

No Japão, a fraqueza do iene favoreceu o mercado acionário. A moeda japonesa era cotada a 128,33 ¥/US$, um dos menores níveis dos últimos vinte anos.

Sobre o Federal Reserve, o presidente de St. Louis, James Bullard, afirmou que o banco central deverá subir a taxa básica de juros para até 3,5% ainda este ano. A sequência prevista é de 0,50 p.p., não descartando algum aumento de 0,75 p.p.. A declaração desta segunda-feira pesou no desempenho dos mercados.

*Com apoio de casas de análises

você pode gostar também

Comentários estão fechados.