LAIS SOUZA guarda MAIS de 50% do SALÁRIO para a RESERVA DE EMERGÊNCIA?

Lais da Silva Souza é uma ex-ginasta brasileira que competia através da ginástica artística. Lais participou dos jogos olímpicos de Pequim na China em 2008 e os jogos de Atenas que ocorreram em 2004. Além de ter sido convocada em 2012 para competir em Londres, porém, durante os treinos sofreu uma lesão, o que a impediu de integrar a equipe naquele ano.

Ex-Ginasta

Para entender o que é riqueza para ginasta, o Canal 1Bilhão Educação Financeira teve a oportunidade de uma entrevista exclusiva com Lais, após sua palestra no Laatus Summit 360º, evento realizado pelo Grupo Laatus.

“Depois que teve o acidente, que o país inteiro acompanhou. Hoje, o que mudou? O que você considera como uma pessoa rica?”, pergunta Fabrizio Gueratto, Financista do Canal.

Como Lais Souza economiza

“Bom, acho que o principal é saúde. Pois não importa o quanto de dinheiro uma pessoa tenha se ela não tiver saúde para usufruir. Após isso, acho que além de ganhar, é necessário saber guardar também”, comenta Lais. A ex-ginasta é uma pessoa extremamente regrada com o dinheiro, por isso, Gueratto questiona ela sobre o que faz com o dinheiro.

“Eu tento guardar muito, pois eu gosto muito de pensar no meu futuro. Além de saber que eu estarei segura. Por conta também das minhas necessidades eu vejo uma necessidade de me preocupar muito hoje, para conseguir ficar tranquila no futuro sem preocupações. A minha avó sempre me disse que quem não guarda R$ 10 não junta R$ 100 e eu levo isso muito a sério na minha vida”, explica Lais.

Reserva de emergência

Fabrizio questiona ela sobre o quanto guarda da renda e Lais explica que guarda mais da metade do que ganha, ou seja, mais de 50%. “Acho que é a primeira pessoa que vem no canal e diz que guarda mais da metade do que ganha”, comenta o Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira.

“Eu me privo de algumas coisas para poder realizar outras. Atualmente, o meu objetivo é ter uma casa de campo e estou lutando para isso”, conta a ex-ginasta.

Lais explica para Fabrizio que ela cuida do próprio dinheiro, investindo através de um banco tradicional, mas que ainda não é muito curiosa por conta do risco também.

“O risco sempre é a minha maior preocupação. Então, é isso o que eu quero aprender, para conseguir dar os meus primeiros passos”.

Leia também: “Por que o BERNARDINHO (ex-técnico) INVESTE em DYNAMO, BODYTECH e AÇÕES mas NÃO em BITCOIN (BTC)?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.