Viagem de Pelosi pela Ásia fica de lado e bolsas ficam sem direção

Investidores voltam as atenções para os estímulos para a infraestrutura da China

A viagem da presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, ao continente asiático segue gerando polêmica, mas ficou de lado para os investidores.

Na China, as bolsas subiram com os investidores mais animados pelos estímulos prometidos para o setor de infraestrutura. De acordo com a Securities Times, em julho, 3.876 grandes projetos começaram a ser construídos com investimentos em 2,4 trilhões de iuanes (US$ 355,33 bilhões).

Já sobre a permanência de Nancy Pelosi em território asiático, a China voltou o foco para Taiwan com manobras militares até domingo. Com isso, o governo local cancelou 50 voos internacionais por conta de mísseis que sobrevoaram a capital Taipei.

Pequim, através de comunicado, disse que a viagem de Pelosi foi “irresponsável e irracional”. A parlamentar americana está na Coreia do Sul e pretende visitar a divisa com a Coreia do Norte ainda hoje.

Índices da Ásia
O índice Xangai ficou em alta de 0,80% aos 3.189 e o Shenzhen Composite ficou em alta de 0,86% aos 2.135. O índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 2,06% aos 20.174. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,47% aos 2.473. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, subiu 0,69% aos 27.932 pontos e o Topix ficou estável a 1.930. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em queda de 0,09% aos 58.298. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou estável a 6.974. O Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 0,51% aos 14.702. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, avançou 0,55% aos 3.269.

Sobre os indicadores, a Austrália divulgou os dados da balança comercial. O saldo do superávit de bens e serviços aumentou US$ 2,654 bilhões para US$ 17,670 bilhões em junho.

Os créditos de bens e serviços (exportações) aumentaram US$ 2,978 bilhões (5,1%) para US$ 61,527 bilhões, impulsionados por aumentos em ouro não monetário e minérios e minerais.

Os débitos de bens e serviços (importações) subiram US$ 324 milhões (0,7%) para US$ 43,857 bilhões, impulsionados por um aumento nos débitos de viagens. Os dados são do Governo da Austrália.

Acompanhe mais destaques dos mercados também nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.