Nasdaq fecha abril em queda livre de 13,3%

Dow Jones caiu 4,9% e o S&P 500 recua 8,8%

A aversão ao risco tomou conta da bolsa de Nova York nesta sexta-feira. Os três índices de peso fecharam o dia, a semana e o mês de abril no vermelho. As liquidações ocorreram, principalmente, com os resultados financeiros das empresas de tecnologia.

Ao final, o Dow Jones caiu 2,77% aos 32.977. O S&P ficou em queda de 3,63% aos 4.131. O Nasdaq ficou em queda de 4,17% aos 12.334. Na semana, o Dow Jones caiu 2,5%, o S&P 500 caiu 3,3% e o Nasdaq perdeu 3,9%. Em abril, o Dow Jones caiu 4,9%, o S&P 500 caiu 8,8% e o Nasdaq caiu 13,3%.

Nesta sessão, os investidores da maior bolsa de ações do mundo estavam analisando os números mistos das empresas de tecnologia. Outro ponto de preocupação foi que as ações das FAANG, mais a Microsoft, perderam US$1,4 trilhão em valor de mercado no mês de abril, conforme a FactSet.

As ações da Amazon.com. caíram mais de 14% nesta sessão, com os resultados frustrantes divulgados ontem depois do fechamento de Wall Street. Contudo, os números da Apple ficaram em recorde nas receitas, mesmo com a queda nas vendas de seus produtos na China. O país é um dos maiores compradores de artigos de luxo da Europa e também dos eletrônicos da Apple.

Ainda sobre a Apple, as ações caíram 3,7%, que mesmo com os números positivos o CEO Tim Cook alertou para os bilhões em custos adicionais pelos problemas na cadeia de suprimentos.

Sobre os indicadores dos Estados Unidos, o índice de custo do emprego subiu no primeiro trimestre para 1,4%, de 1,0% no trimestre anterior, conforme o Departamento do Trabalho.

Já o sentimento do consumidor da Universidade de Michigan caiu para 65,2 em abril, isso depois de 65,7 da estimativa.

Entre as ações que recuaram estavam as da Tesla Inc., queda de 0,8%, ainda sob os efeitos de um Twitter de Elon Musk de que não tem planos de vender mais ações. Um documento da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos mostrou que Musk vendeu quase US$ 4 bilhões dos papéis da empresa de carros elétricos para sustentar o negócio de compra do Twitter, ou seja, aqueles US$ 44 bilhões.

Por fim, o mau humor de hoje também está relacionado à proximidade da reunião do Federal Reserve, que começa na terça-feira (03/05), e com a onda de Covid-19 na China. A pressão inflacionária é destaque global.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de ENTRAR NO CANAL DO TELEGRAM: Acesse

Já pensou em investir 1 mil reais e transformar isso em 1,900 reais? Quer saber como? Acesse aqui

você pode gostar também

Comentários estão fechados.