Mercados de ações da Europa ficam sem direção

Ibex 35, bolsa de Madri, ficou em queda de 0,62% aos 8.014 pontos

Os mercados de ações da Europa ficaram sem direção única nesta terça-feira.  A questão sobre o fornecimento do gás russo para alguns países europeus está preocupando as autoridades e pesando nos preços da energia elétrica. Na Espanha, o governo criou um novo imposto para as energéticas e financeiras.

Índices da Europa
O índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,49% aos 417.04 pontos. O FTSE100, bolsa de Londres, ficou em alta de 0,18% aos 7.209 pontos. O FTSE MIB, bolsa de Milão, ficou em queda de 0,38% aos 21.485 pontos. O Ibex 35, bolsa de Madri, ficou em queda de 0,62% aos 8.014 pontos. O PSI-20, bolsa de Lisboa, ficou em alta de 0,09% aos 6.001 pontos. O CAC-40, bolsa de Paris, subiu 0,80% aos 6.044 pontos. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, ficou em alta de 0,57% aos 12.905 pontos.

O temor dos investidores prevalece com a inflação, bem como para a guerra na Ucrânia. O avanço dos casos de Covid-19 na China permanece entre os pontos de atenção.

O temor de uma possível interrupção do fornecimento do gás russo para a Europa ficou entre os pontos de atenção pelo segundo dia. O Nord Stream 1, que leva o gás russo para a Alemanha, entrou em manutenção programada. A interrupção elevou a preocupação de que possa ser estendida, já que essa era uma das armas do presidente russo contra os países apoiadores da Ucrânia.

O gasoduto leva 55 bilhões de metros cúbicos por ano de gás para a Alemanha. O período de manutenção começou nesta segunda-feira e vai até 21 de julho.

Na Espanha, uma notícia pegou o mercado de surpresa. O governo anunciou um novo imposto sobre os lucros dos grandes players de energia e financeiro. A medida visa compensar os gastos públicos no combate à inflação.

“Este governo não vai tolerar que empresas aproveitem a crise para acumular riqueza”, disse o presidente Pedro Sánchez, que é socialista, para a Reuters. O novo imposto visa trazer para os cofres do Estados algo em torno de € 2 bilhões por ano entre 2023 e 2024.

Entre os indicadores, o índice ZEW para a Zona do Euro foi desanimador.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.