Mercados da Ásia ficam sem direção: cautela com indicadores

Xangai ficou em queda de 0,08% aos 3.281

As bolsas de ações asiáticas ficaram sem direção por mais uma sessão nesta quinta-feira. As ações de bancos e de incorporadoras foram as mais penalizadas, com os dois setores temorosos com a inadimplência nos contratos de hipotecas.

Índices da Ásia

O índice Xangai ficou em queda de 0,08% aos 3.281 e o Shenzhen Composite ficou em alta de 0,79% aos 2.192. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,62% aos 26.643 o índice Topix ficou em alta de 0,23% a 1.893. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em queda de 0,27% aos 2.322. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em queda de 0,18% aos 53.416. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 1,83% aos 5.756. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em queda de 1,22% aos 3.090.

O mercado asiático acompanhou os desempenhos dos demais no dia anterior, com a inflação dos Estados Unidos pesando no sentimento do investidor ao redor do mundo.

O temor de um aumento na inadimplência no setor imobiliário promoveu a queda nas ações dos principais bancos e também das grandes incorporadoras. A China Evergrande permanece no destaque negativo.

Os preços do minério de ferro voltaram a cair forte nos mercados da China. O contrato para entrega em setembro recuou 2,6% a US$103, 21 na bolsa de commodity de Dalian.

Por fim, os indicadores econômicos que serão apresentados ainda hoje também já promoveram a euforia entre os negociadores.

Na preliminar para maio, a produção industrial do Japão ficou em queda de 7,5% (88,0). No ano, o acumulado é de queda em 3,1%. Os embarques caíram 4,1% em relação ao mês anterior. Os estoques caíram 0,9% na relação mensal. Os dados são Governo do Japão.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.