Marfrig exporta quase 70% para China e Hong Kong

Receita líquida foi de R$22,3 bilhões

A Marfrig (B3:MRFG3 e ADR Nível 1: MRRTY), que apresentou os resultados financeiros na noite desta terça-feira, viu as vendas para os países asiáticos crescendo. As exportações foram puxadas pela China, que mantém a demanda aquecida em 2022.

“Mesmo em um trimestre tradicionalmente desafiador para o setor de carne bovina, conseguimos avançar em todos os nossos indicadores, tanto na América do Norte quanto na América do Sul”, diz Marcos Molina dos Santos, fundador e presidente do Conselho de Administração da Marfrig.

As exportações representaram 65% da receita da operação, percentual recorde da operação, com crescimento de 473 bps em comparação ao mesmo período de 2021 e de 1.341 bps frente ao quarto trimestre de 2021. Nos três primeiros meses de 2022, aproximadamente 68% do total das receitas de exportação estavam ligadas às vendas para os mercados da China e de Hong Kong.

Resultados Financeiros

A receita líquida foi de R$22,3 bilhões, crescimento de 29,6% na comparação anual. O Ebitda ajustado alcançou R$2,7 bilhões no 1T22, alta de 60,9%, e a margem Ebitda ajustada foi de 12,3% (avanço de 239 bps). A Marfrig alcançou um lucro líquido de R$109 milhões e o fluxo de caixa operacional foi positivo em R$ 1,2 bilhão, resultado do melhor desempenho das operações em todas as regiões nas quais a companhia opera.

Além do foco recorrente no crescimento orgânico – os investimentos nas operações totalizaram R$462 milhões no primeiro trimestre de 2022 – a Marfrig consolidou sua posição na BRF, uma das maiores empresas de bens de consumo do país, ao longo do primeiro trimestre de 2022. Em janeiro, a companhia acompanhou o follow on da BRF e manteve sua participação de 33,27%, o que representou um novo investimento de R$ 1,8 bilhão em novas ações. Em março, a chapa apresentada pela Marfrig para compor o novo Conselho de Administração da BRF foi eleita majoritariamente.

América do Norte

Com o bom momento do mercado, a Marfrig tem investido na expansão orgânica da National Beef nos Estados Unidos. Além da ampliação de um turno de abate em Tama, no Iowa, melhorias industriais estão sendo realizadas na planta de abate na cidade de Liberal, no Kansas, que devem adicionar 1.400 cabeças/dia à atual capacidade de produção, em 2023.

“Vivemos novamente um trimestre de crescimento robusto. A demanda do mercado norte-americano permanece forte e o cenário é de aumento do preço também no mercado internacional”, diz Tim Klein, CEO da Operação América do Norte da Marfrig.

América do Sul

No 1T22, o volume de vendas da Operação América do Sul foi de 345 mil toneladas, um crescimento de 11% em comparação ao mesmo período de 2021. No período, a Marfrig registrou receita líquida de R$6,5 bilhões na região, avanço de 41,2% na comparação anual. O desempenho é consequência do maior preço médio total de vendas em 27,2%. Destaque para o aumento do preço médio de exportações, que, mesmo medido em dólares, avançou 37,1% entre os períodos.

Além dos investimentos na construção da fábrica de hambúrgueres de Bataguassu, no Mato Grosso, que devem adicionar 24.000 toneladas à capacidade atual da companhia, há projetos de expansão em andamento na planta de Tacuarembó, no Uruguai, e de San Jorge, na Argentina.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.