Maio começa negativo para a Europa: Fed está no radar

DAX-30, bolsa de Frankfurt, caiu 1,13% aos 13.939

Maio começou com os mercados da Europa no vermelho. As atenções ficaram nos indicadores da China abaixo das estimativas e também com a proximidade da reunião do Federal Reserve. Londres não operou por conta de feriado,

O Stoxx Europe 600 ficou em queda de 1,46% aos 443.83 pontos. O FTSE MIB, bolsa de Milão, ficou em queda de 1,63% aos 23.857. O CAC-40, Paris, em queda de 1,66% aos 6.425. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, caiu 1,13% aos 13.939. O Ibex 35, bolsa de Madri, ficou em queda de 1,73% aos 8.436. O PSI-20, bolsa de Lisboa, ficou em queda de 1,11% aos 5.864.

O dia foi de atenção para os dados vindos da China divulgados pelo Caixin. O PMI de Manufatura ficou em 47,4 e o Privado em 46 (expectativa 47,3 e 47,0, respectivamente). O PMI de Serviços ficou em 40 contra 42.

Ainda na Europa, as ações de montadoras, fabricantes de chips e empresas de commodities foram as que mais recuaram.

O índice de Gerentes de Compra da S&P Global Eurozone – PMI de Manufatura caiu para 55,5 em abril, de 56,5 em março, com 15 meses no negativo. Embora ainda acima da marca de 50,0 sem alterações e, portanto, indicativo de melhoria das condições operacionais no setor de produção de bens, marcou uma perda sustentada de impulso de crescimento, já que o PMI principal caiu pelo terceiro mês consecutivo. Índice final de produção industrial da Zona do Euro ficou em 50,7, depois da alta de 53,1 em março, o que marca a baixa de 22 meses.

Alguns resultados:

Na Holanda, o índice ficou em 59,9 alta em dois meses; Áustria em 57,9, mínima de 15 meses; França em 55,7 (flash: 55,4) alta de dois meses; Alemanha em 54,6 (flash: 54,1) mínimo de 20 meses; Itália em 54,5 mínima de 16 meses; e Espanha em 53,3 mínima em 14 meses.

Por fim, na Alemanha, o Destatis mostrou que as vendas no varejo estagnaram desde o início do ano, uma vez que a queda de março compensou o aumento de fevereiro de 2022 (+0,1% em janeiro de 2022). Face a março de 2021, as vendas caíram 2,7% do volume de negócios em termos reais e um aumento nominal de 3,1%.

Entre no nosso grupo de Trade 

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

você pode gostar também

Comentários estão fechados.