Índices da Europa subiram; apenas DAX-30 caiu com gás no radar

Instituto ifo sinaliza recessão na Alemanha

As bolsas de ações da Europa ficaram com ganhos. Contudo, o índice principal de Frankfurt não teve forças para avançar por dois motivos: a redução do gás russo para aquele país e também o relatório iFo.

Índices da Europa
O índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,13% aos 426.25 pontos. O FTSE100, bolsa de Londres, subiu 0,41% aos 7.306 pontos. O FTSE MIB, bolsa de Milão, subiu 0,80% aos 21.382 pontos. O Ibex 35, bolsa de Madri, subiu 0,42% aos 8.085 pontos. O PSI-20, bolsa de Lisboa, subiu 1,10% aos 6.002 pontos. O CAC-40, bolsa de Paris, subiu 0,33% aos 6.237 pontos. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, ficou em queda de 0,33% aos 13.210 pontos.

A companhia Gazprom, que é responsável pelo gasoduto Nord Steram1, disse que vai reduzir novamente o volume de gás para a Alemanha. Segundo a companhia, a operação foi interrompida porque outra turbina na estação de compressores de Portovaya apresentou defeito.

Na Alemanha, o sentimento nos negócios esfriou significativamente. O Índice de Clima de Negócios iFo caiu para 88,6 pontos em julho, abaixo dos 92,2 pontos (ajustados) em junho, para atingir seu índice mais baixo desde junho de 2020. O mercado esperava em 90,0 pontos.

“As empresas esperam que os negócios se tornem muito mais difíceis nos próximos meses. Os empresários também estavam menos satisfeitos com sua situação atual. Os preços mais altos da energia e a ameaça de escassez de gás estão pesando sobre a economia”, disse o presidente do Instituto iFo, Clemens Fuest, no comunicado.

De acordo com a pesquisa, a principal economia da Europa está à beira de uma recessão. Na manufatura, o índice despencou. Pessimismo em relação aos próximos meses atingiu seu nível mais alto desde abril de 2020. “Esse pessimismo se estende a quase todos os setores. As empresas também avaliaram sua situação atual como pior. Pela primeira vez em dois anos, as novas encomendas caíram ligeiramente”, completou Fuest.

Sobre os ganhos, os maiores ficaram com as ações das petroleiras, que foram beneficiadas pelos preços do petróleo, e dos bancos, embaladas pelas altas nas taxas de juros.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.