Ibovespa opera de lado; preço do petróleo despenca

Volume financeiro estava perto dos R$10 bilhões

A bolsa de valores de São Paulo opera de lado nesta terça-feira. Os investidores estão analisando os indicadores do setor de Serviços do Brasil e, ao mesmo tempo, acompanhando os arranjos entre as empresas brasileiras. Muitas já estão no “quiet period”.

O dia também é de atenção para as votações no Congresso. Além disso, as participações dos ministros da Economia, Paulo Guedes, e de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado também estão no foco. O tema é o aumento dos combustíveis pela Petrobras (PETR4).

Os preços do petróleo estão no negativo, com o WTI, Texas, perdendo mais de 7%. O preço do minério de ferro também caiu na China.

À 13h15, o Ibovespa estava em alta de 0,14% aos 98.298 pontos. O volume financeiro estava perto de R$10 bilhões.

Entre os destaques com ganhos estavam: Magazine Luiza (MGLU3), alta de 10,65%, Americanas (AMER3), alta de 8,65%, e Via (VIIA3), alta de 9,01%. Estavam recuadas: 3R Petroleum (RRRP3), queda 4,94%, SLC Agrícola (SLCE3), queda de 3,03%, e Petrobras (PETR3), queda de 1,83%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 02 de maio de 2022 a 02 de setembro de 2022, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Vale ON (15,582%), Itaú Unibanco PN (5,661%), Petrobras PN (6,864%), Petrobras ON (4,492%) e Bradesco PN (4,606%).

Commodities
O preço do barril do Brent, com contrato futuro para setembro de 2022, recuava 6,92% a US$99,70 em Londres.

O preço do barril do WTI, com contrato futuro para setembro de 2022, estava em queda de 7,61% a US$96,16.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.