Europa fica no vermelho com temor de uma crise energética

DAX-30, bolsa de Frankfurt, ficou em queda de 0,86% aos 13.096 pontos

A tensão tomou conta dos mercados acionários da Europa nesta terça-feira. A preocupação ficou elevada com a Gasprom anunciando a redução na oferta de gás russo. No entanto, a Comissão Europeia aprovou um plano contingencial para o bloco.

O plano estabelece uma meta voluntária de redução de 15% do consumo de gás do início de agosto deste ano até o final de março de 2023, e dá ao Conselho da UE, que representa os países-membros, o poder de impor, por maioria de votos, um estado de emergência no bloco caso seja necessário, o que tornaria obrigatória a meta de economia. As informações são da agência DW da Alemanha.

Índices da Europa
O índice Stoxx Europe 600 ficou estável aos 426.13 pontos. O FTSE100, bolsa de Londres, ficou estável aos 7.306 pontos. O FTSE MIB, bolsa de Milão, caiu 1,04% aos 21.159 pontos. O Ibex 35, bolsa de Madri, caiu 0,20% aos 8.069 pontos. O PSI-20, bolsa de Lisboa, subiu 1,10% aos 6.002 pontos. O CAC-40, bolsa de Paris, caiu 0,42% aos 6.211 pontos. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, ficou em queda de 0,86% aos 13.096 pontos.

Sobre os indicadores de uma agenda enfraquecida para a Europa estavam as vendas no varejo do Reino Unido. Os volumes caíram a um ritmo modesto no ano até julho (saldo de -4% de -5% em junho). No próximo mês, os varejistas esperam que as vendas caiam em um ritmo mais rápido (-14%). As vendas no varejo foram vistas como ruins para essa época do ano em julho, mas em menor grau do que em junho (-9% de -19% em junho). Os números são da Confederação Britânica da Indústria.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.