Dólar renova alta na semana em 1,3%

Turismo ficou em alta de 1,45% aos R$5,524 para a venda

O dólar renovou a alta semanal ficando em 1,30%. A divisa americana, que fechou junho com valorização de 10,14%, recuou 6,11% no primeiro semestre.

Hoje, no interbancário, a moeda subiu 1,65% aos R$5, 321 para a venda. O turismo ficou com ganho de 1,45% aos R$5,524 para a venda.

“O mundo está vivendo um momento de aversão geral. A taxa de câmbio brasileira subiu, mas quando olhamos para pares emergentes observamos que todos estavam desvalorizados. O principal ponto, em termos globais, é o medo de recessão nos Estados Unidos, que hoje foi evidenciada por dados da atividade econômica como o PMI medido pelo ISM e abaixo da estimativa em junho”, enumerou a economista-chefe do Banco Ourinvest, Fernanda Consorte, para o 1Bilhão.

No cenário doméstico, segundo Consorte, existem questões internas complicadas. “O risco fiscal é uma das principais, já que o investidor está analisando essas medidas que estão sendo divulgadas pelo Governo, como a PEC1. Estão incluídos o aumento do Auxílio Brasil, o voucher de caminhoneiros, entre outros. O mercado avalia que são medidas eleitoreiras e que estão causando uma forte aversão ao risco adicional a Brasil. Aumentos de gastos em ano eleitoral piora muito a questão institucional e isso tem movimentado o mercado”, finalizou.

O euro subiu 1,16% aos R$5,549 para a venda. A libra subiu 1,27% aos R$6,438 para a venda. O peso argentino subiu 1,45% a R$0,042 para a venda.

Cenário externo
Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes frente ao dólar americano, caiu 0,39% aos 104.69 pontos.

O ouro subiu 0,31% a US$1,812,00 a onça.

O euro caiu 0,54% a US$1,0426 e a libra subiu 0,59% a US$1,2103.

O Bitcoin ficou em alta de 3,30% a US$19,456,60.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.