Dólar fecha semana em alta de 2,6%

Turismo subiu 0,65% aos R$5,251 para a venda

Em semana marcada pelas atuações dos bancos centrais, que endureceram com as taxas de juros, o dólar ganhou força e pressionou o real. Ao final, a divisa americana subiu 2,68%.

Nesta sexta-feira, a cautela no mercado de ações acabou por tornar a moeda o porto seguro para os investimentos, que seguiu valorizada também com o ouro.

As moedas europeias ficaram divididas, o DXY manteve a queda e o Bitcoin devolveu a valorização do dia anterior.

Por aqui, no interbancário, o dólar ficou em alta de 1,17% aos R$5,075 para a venda. O turismo subiu 0,65% aos R$5,251 para a venda.

“Com os juros mais altos nos Estados Unidos, a saída de fluxo já era esperada. A bolsa brasileira é praticamente amparada por commodities e bancos, o que é interessante para o investidor estrangeiro. Porém, um dólar mais alto como estamos vendo nos últimos dias ajuda nas exportações e ampara papéis de inúmeras empresas no índice principal, como a VALE3”, citou o head de renda variável e sócio da Monte Bravo Investimentos, Bruno Madruga, para o 1Bilhão.

O euro subiu 1,17% aos R$5,353 para a venda. A libra subiu 1,04% aos R$6,261 para a venda. O peso ficou em alta de 1,07% a R$0,044 para a venda.

Cenário Externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em queda de 0,08% aos 103,67 pontos.

O euro ficou em alta de 0,11% a US$ 1.0556 e a libra caiu 0,15% a US$1.2339.

O ouro ficou em alta de 0,36% a US$ 1.882,50 a onça.

O Bitcoin caiu 1,03% a US$36,085,98.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.